Fodendo minha melhor amiga 3

Um conto erótico de Bruno
Categoria: Heterossexual
Data: 25/03/2020 01:07:00
Nota 7.50

Depois do último ocorrido, a Mari virou oficialmente minha puta de estimação. Uma boneca de sexo particular. Eu fodi ela de todas as formas que vocês possam imaginar: Em cima da mesa, no chuveiro, no chão, enquanto estudava. Mas, apesar de tudo isso, eu queria mais. Queria fazer com ela coisas que ninguém teria coragem de fazer. E foi numa conversa com alguns colegas que eu tive uma ideia.

Meus amigos estão todos na faixa dos 21 a 25 anos, em forma, e são os típicos homens solteiros. Não podem ver uma bunda. No nosso grupo, eles têm o costume de compartilhar fotos das garotas com quem estão transando, e a gente comenta e avalia. Foi lá que eu postei uma foto da Mari me chupando debaixo da mesa, o que atraiu a atenção deles rapidamente.

"Porque ela tá chorando?", perguntou um deles.

"Porque não queria me chupar haha", respondi.

"Delícia"

"E chupou porque, então?", perguntou outro.

"Porque eu mando nela agora"

"Caralho, o Bruno arrumou uma cadela"

"Que inveja!"

"Verdade. Não tem outra pra gente aí, não?"

"Querem experimentar? Só chegar às 17h. Ela chega às 18h hehe", convidei.

Um convite desses não precisa ser feito duas vezes. Quando a Mari chegou, às 18h em ponto, a recepção estava pronta. Esperei na cozinha. Ela entrou, me olhou por alguns segundos, sondando para saber se eu tinha algum desejo sujo pra satisfazer, e então seguiu para o seu quarto. As cortinas estavam fechadas, deixando o ambiente escuro, acredito que foi por isso que ela não percebeu logo que entrou. Mas ao dar dois passos, a selvageria começou sem aviso. Coloque vinte e dois caras solteiros que não transam há muito tempo, no quarto de uma novinha. Eu te digo o que acontece.

Antes que ela pudesse evitar, eles a agarraram como animais, levantando-a no ar e arrancando suas roupas sem medo de machucar. Ela agitava as pernas, tentando escapar, mas para cada parte sacudindo, havia uma mão para segurar. Ela gritava e esganiçava, implorando para não fazerem nada, mas não iria adiantar.

- Por favor, nããão! Me deixa! Por favooor! - ela pedia aos berros.

Seus peitos enormes balançavam, e logo um dos rapazes agarrou eles com força, apertando e chupando selvagemente. Outros abriam suas pernas ainda no ar, para um terceiro começar a fodê-la. Ele estava ensandecido, entrando e saindo daquela bucetinha usada como se quisesse partir ela em dois. De fato, eu notei que o pessoal começou a ficar mais violento, e isso me deixou de pau duro. Entrei no quarto, troquei uns beijos com os rapazes, e tranquei a porta atrás de nós.

- Essa vadia não para, Bruno! - disse o que comia ela.

- Tá precisando apanhar! - disse o que segurava os braços.

Antes que eu pudesse responder, eles a jogaram na cama e começaram o espancamento. Alguns socavam sua barriga, enquanto outros estapeavam sua cara. Seus gritos já saíam abafados, e ela estava vermelha. Conforme a surra foi diminuindo, eles se organizaram para fodê-la de novo. Um entrou por baixo, enterrou o pau no seu cuzinho e debochou, enquanto ela chorava.

- A putinha tá triste, gente. É falta de pica! - e enfiava o pau até o fundo, esperando ela gritar. - Toma, vagabunda!

Os outros riram, e um deles enfiou-se na bucetinha aberta à sua frente. E assim, em turnos, todo mundo gozou na minha putinha de estimação. Deixaram ela atirada no chão, ao lado da cama.

Os rapazes se vestiram, me agradeceram e foram embora rindo e comentando entre si. Quando voltei pro quarto, a Mari tentava se levantar. Estava de quatro. Abaixo dela, uma poça enorme de porra líquida. Todo mundo gozou dentro. Apoiei meu pé contra a sua cabeça e empurrei seu rosto até esfregar no piso, melando aquele rostinho choroso.

- Lambe até ficar limpo, vadia. Não quero ver uma gota. Depois vai tomar banho, tá imunda. Não suporto o teu cheiro de puta barata.

- Porque você me trata como um lixo? - ela chorou.

Cuspi em seu rosto.

- Porque é isso que você é.

Quando terminou de limpar, fiz ela me chupar e engolir um pouco mais de leite. Eu não ia deixar todo mundo foder ela e ficar na vontade.


Este conto recebeu 13 estrelas.
Incentive Mr. R a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
29/03/2020 16:35:19
Veronica sempre aqui hehe Valeu! Talvez eu continue ele ainda... O que acha?
29/03/2020 16:31:15
n posso negar q fiquei excitada
26/03/2020 00:55:00
Ótimo conto segue assim.
25/03/2020 15:20:48
Eu fui. E adivinha? O conto é meu :v Ninguém te obriga a ler.
25/03/2020 14:56:03
Vc foi esgroto

Online porn video at mobile phone


videospornobrasileiroscom famíliaxvideos menina se mastorbando com giz de ceracontos de gay cnnxvdeo.com mãe com saudades de transa .com filho o professor me comeuContos gays pegado a forca por grupinhos na infanciaporno cunhadainesquecivelcasa dos contos zoofilia com viralatascontos eiroticos leilaporncontoseroticos/comadre rabudaTheo eTonnyXVídeos b***** gordinha raspada entendendo escondidoContos estorei a buceta da crentinha da igreja cozei dentro dela e acabei engravidando elaContos eroticos comi minha filha com margarinacontos de incestos surubas com irma em casa nusconto eroticos irnao pau 30 cmcontos eróticos massagem na coluna de minha esposaai tio taduedoContos comi a buceta da minha nora mesmo ela estando menstruadaME.ININHAS SAPECAS XNXXvideo porno padastro tomando cafe e entiada estidando pra prova de sainha mostrando a calcinha brancaele foi-me ao cueu era crente pequei dei minha bucetinhavideo porno mulher dando primeira vez na frente do marido casa de cuingue curitibaSou mulher casada meu compadre me fodeuConto no interior vi mamae pelada ela disse vou te capa cacetudovxidio dais titia fragadoPordoda aminha vida eu esperareiContos eróticos: se vingando do tioesesso de leite no cu www.putariabrasileiraContos mulheres amamentandosconto erotico o velho me comeumanual de corno manso gatobommenininha nascendo os peitinhos só com a pontinha o irmão bem dotado tentando enfiar o pau não entrava XVídeoscontomorenaboaencochadas na multidaoconto pornô fazendo o lek de mulherContos encontrei minha filha no puteirocontos eroticos minha vizinha novinha virgem rebeldeSobrinha QUERNDO GRAVIDAR DO TITIOxvidio louco desejo vestidinhotouro arancA calca de pausudofrede e barnei pega vilmaxvideos mulhe subindo escada de chortinho homen bate punlheta egosa muintocontos eroticos incesto aposta ou chantagemachei as calcinhas da cunhadinha no cesto.comgatinho dengoza boa foda gozandoxsvidio.as.pantera.jogando.bolamontador de móveis transa com japonesa orientalver mulheres gostosas dasando funk com a bunda molhe so de calcinhaWww.contoeroticocomcunhada.com.brXVídeos a comadre com pai transando na Noite Escuraconto porno amor em londres guilherme e felipemulher goza varias vesis com outra mulher efiandu a mao na buseta.xvideo de estrupohomen d pinto groso enfiano n buceta apertadacachorro botou ate o nopro no cu da mulhernegao fode menina sem peitoxvideoscomo entroduzir um penes no cu da mulhet com caltelacontos com fotos encoxada no ônibusflagrei a empregada se masturbandox videosquero ver travestis sexo travesti comendo mulher da rola bem grande e grossa norm e homem comendo mulher também pode ser ou não tá difícilconto gay "macho entendeu"xvideo sinhazinha vai na sezala da cu para o escravoContos eroticos fui fazer intercabio contos meu patrao invocou com minha mulher contos eroticosnegro pisudo comendo transex lisinho de calcinhacunhdo leva mulher do irmao pra viajar de moto conto eroticoContos eroticos minha mae faz facina em casa so de roupas curtaspornodoido so cinquentonas juntascontos eiroticos leilapornponodoido comendo a cabeleira enquanto a esposa arruma o cabelo completoPorno.doidsexocontos eiroticos leilapornmenor semdo fodida dormimdo x video