O Cliente 4 - Satisfazendo necessidades

Ainda não era verão, mas o calor já estava insuportável. Naquela manhã, o Eduardo não estava com a aparência impecável como de costume. O cabelo, maior do que o normal, caía sobre a testa, a barba estava por fazer e a camisa amarrotada grudava nas suas costas suadas.

- O problema do banco de dados já está resolvido? - Perguntou enquanto o conduzia para a sala de reunião

- Ainda não. Preciso entender a informação que você quer que o sistema mostre para poder corrigir a querry - respondi.

- Pensei que isso já tinha ficado claro.

- Os requisitos dessa parte ficaram ambíguos.

- Fornecemos esses requisitos há mais de um mês! O módulo de cálculo precisa estar pronto antes do fim do ano.

Sentado na pequena sala, Edu, inquieto, falava de trabalho e cobrava resultados, mas minha mente teimosa se transportava para o sofá onde realizamos nosso desejos secretos enquanto a namorada dele dormia no quarto ao lado.

Durante a semana, bati várias punhetas pensando nessa situação. Não posso negar que pensar no perigo de ter a namorada dele por perto me excitava. Mas ao mesmo tempo, o fato de ele não ser solteiro me incomodou um pouco. Querendo ou não, eu estava participando da traição.

Além do que, não sabia mais se iríamos continuar com a nossa putaria. Queria muito comer o cu do Edu, socar meu pau bem fundo e no fim gozar na cara dele dando muita porra pra ele engolir.

Naquele dia, ele não sentou ao meu lado, mas de frente pra mim com uma grande mesa entre nós. Não havia sorrisinhos nem olhares e sua postura era cansada. Estava claramente frustrado com o trabalho.

Eu olhava bem nos olhos dele, balançava a cabeça concordando, fazia perguntas contundentes para entender do que ele realmente estava precisando. O cliente nunca sabe exatamente o que quer. Descobrir suas necessidades e satisfazê-las é uma arte.

- Gustavo, eu preciso que vocês terminem esse módulo logo senão todo o planejamento do ano que vem vai atrasar.

- Ainda não está claro pra mim como obter os dados que você pediu. Preciso de mais insight sobre a planta. Talvez você possa me explicar melhor como o tanque de armazenamento funciona.

Falando isso, me levantei e me coloquei de pé ao lado dele para que pudesse me mostrar o material no seu computador.

- Você parece nervoso - falei.

- Estou preocupado com o prazo.

- Precisamos relaxar para pensar melhor sobre esse problema - disse colocando uma das mãos no seu ombro.

Eu dei uma apertada no seu ombro esquerdo, mas ele não reagiu e continuou falando. Eu me movi para ficar bem atrás da cadeira dele e repousei minhas mãos sobre seus ombros. Enquanto conversávamos, comecei a massageá-los levemente. Nenhuma reação. Minha mão escorregou para dentro de sua camisa e acariciou seu peito. Ele continuava sua explicação.

- Quer dizer então que existem dois modos de operação? - perguntei enquanto a ponta do meu dedo brincava no seu mamilo.

- Exato - ele respondeu impassível.

- Então tudo que precisamos fazer é acrescentar condições para distinguir entre os dois modos.

Senti os músculos do Edu relaxando ao ouvir minha resposta. A tensão saía de seu corpo enquanto vislumbrava uma solução. Sentei ao seu lado, pus a mão na sua coxa. Ele se virou pra mim e abriu um sorriso. Nossos olhares presos um ao outro por alguns segundos e nossos rostos se aproximando. Senti seus lábios e sua língua. Depois suas mãos no meu rosto num longo beijo molhado.

Nossa reunião se alongou muito e já passava de meio dia. O pessoal tinha ido almoçar e o escritório estava vazio.

Eu comecei a beijar seu pescoço, lambia e chupava descendo até sua gola entreaberta. Desabotoei mais sua camisa, passando as mãos no seu peito por dentro dela. Ele já esfregava minha mala por cima da calça. Abrimos nossos zíperes e começamos a nos punhetar enquanto nos beijávamos.

- Que tesão, Gu!

- Tô quase gozando - falei.

- Goza ainda não. Quero te chupar.

- Vem mamar essa rola então vem, safado! - falei conduzindo a cabeça dele até o meu cacete.

Edu abocanhou tudo de uma vez. Engoliu a vara inteira e começou a sugar indo pra cima e pra baixo num boquete bem molhado.

- Vai, chupa seu guloso! Deixa esse pau bem babado.

- Pauzão gostoso!

- Você gosta da minha rola, né viado?

- Adoro esse caralho.

- Então toma, guloso! - falei enquanto me levantava para meter na boquinha do Edu.

Ele se punhetava enquanto eu metia. De vez em quando, parava, chupava as bolas e lambia o mastro. Depois engolia a rola de novo. Estava prestes a gozar com aquela mamada deliciosa.

- Quer leitinho, Edu?

- Sim, goza na minha cara.

- Você vai tomar meu leite todinho?

- Sim, goza gostoso.

Gozei. Quando abri os olhos, vi o Edu todo esporrado. Minha porra escorria da sua cara e pingava na camisa. Ele continuava chupando a cabecinha, apertando meu pau e engolindo a até a última gota de leite.

Edu olhava pra mim, ainda ajoelhado com meu pau meia bomba na sua boca. Ele ainda se punhetava. Comecei a bater minha rola na cara dele, levando a porra que estava na bochecha até a boca e dando minha rola para chupar mais. Ele gozou, sujando o chão e a calça.

Beijei a boca dele com gosto de porra antes de irmos ao banheiro nos limpar. Edu teve que sair correndo do escritório antes que alguém chegasse e visse sua roupa melada. Eu voltei pra sala e limpei o chão. Quando o pessoal voltou do almoço, estava na minha mesa trabalhando como se nada tivesse acontecido.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
06/10/2019 20:32:09
gostando

Online porn video at mobile phone


conto erotico esposa verdade ou consequenciacontos eroticos tranzei com miha tia eminha primadestraiu no telefone e filho emrabou xvideobucetao contostava pastor ver a mulher de mini saia gostosa e não aguentei e transeimullheres fodem tarado apulso como vingancaconto erotico cinta ligas putaxisvido mai bricano co filho"cona molhada" contosMolhe trepano com kratro homemConto acho que vurei corno a buceta ta muito kargacontos de sexomarido bebadotransei com meu primo contocoroa traindo o marido dando o cu e o narido ligadoporn mama tao aumentar leitelevantei o vestido dela no beco e plantei rola x videoSodomizando mae e filha contosso norabo xvideoadnovinha toda manhosinha sem querer ozadia mas n aguento e foi po quartocontos etoticos de cunhada que cria irmao do esposovidiopono tia bota pra chupagozei na boca dela sem pedirxvideos gay cu rasgadaiCorno humilhado na lua de melIRMAOMACHUCADOXVIDEOxvideo.con novinha tabareuenteada novina doida pra dar o cu. pro padrastoxvidio aviuva novinha ja tava presisando da uma foda20contos eroticos transei com meu filho gostosoconto erotico triangulo amorosoMinha esposa centou no colo de outro cera que eu sou corno manssodois garoto brasilero se cumendo gemendo muinto na primera vezContos eroticos,negao tripé tirando o cabaço da ninfetaconto gay barraca armadacontos eroticos dividacomendo a comadre e gozando na boca delafui me depilar no salão e ganhei uma chupadaconto mulher tarada oooh como é gostoso da o cu para varios homenscontos montadores cuzinhoxvideo elas sao de maizContos pedi pro meu marido me levar no puteiro pra dar o cugueixa mujonaestorias de sexo acordei com meu padrasto me chupandocontos eiroticos leilapornvocê vai realmente para o Quartel eu tava até 9:00 da manhã online qual foi tava no quartel mesmoxvideos conformadogynquero ver um filme de pornô de um veado perdendo a virgindade do c****** pela primeira vez sendo bem judiadoconto porno felipe e guilherme amor em londrescontos eroticos pagando a dívida a forçaporno demeno esfregano abuseta decasinha na rolaContos eroticos gueys dando para dotadosconto dupla penetracaoacoxano as mulhe nu medou psu.di voraamo meu corninhoContos incesto dei pro meu filho mesmo gravidatiia cm saia longa com tensao mostra calcinha ate fudemulher tcheca dando a buceta pro enteado comerxvideos de primo dera ocabaso da primahistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulherwww.contos eróticos meu paideixo eu fude minha mae.comcontos fudi a minha noravídeos porno caseros esposinha fazendo suruba com 3homconto erotico huntergirls71conto erotico gay cunhadosContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhoconto erotico de carol cavalacontos mulheres cinquentona nao aguenta pau com super cabecacontos eu meu marido e bicasada chantageada dá o cu contosnovinha dando a buceta e depois o cú ao motorista da pirua que levava ela pra escolaos flagas de chupançs de pamulher que encolheu todinho com ponta do rabo XVídeos brasileirofodas narradas grannyCaralhudos na bucetinha virgemaudiencia lesbica porbodoidocontos eróticos de feminizaçao forçadacasada fodechamando o nome do comedor porno portuguêserotico filha da um beijinho neleContos eróticos gay meninos maldososentregei uma pizza e mepagou com boqueteleitinho do papai contos gaymano nao me tente incesto contosdeseeo amanentando o filho contos sexXvideo.com irmãn boba chupando pau fino cabesudoContos eroticos escola de feminização de homensela nao queria que eu gosace na bucetinha dela mais goseiporno homens com fitas adesivas na bocacontos eroticos chantagem vizinha com o caoincesto mãe devassa da xana famintaconto erotico com tiaContos eroticos de mulheres com grelo grandes gratissexoirmá vai dormir con seu irmaocontos eiroticos leilaporndeu remeduo p/ mae dormi efode com elaDo caralho-basquete-contoSeduzi meu professor contomeninas nen tentacorre xvideosxvideobricando de gozar com a maebumdasboaConto minha mulher chegou com buceta toda esfolada