Trepando com Papai dentro do Carro

Depois de uma noite de raios, trovoadas e queda da energia elétrica… E de ter sido comida pelo meu pai enquanto minha mãe dormia ao nosso lado na mesma cama, que pertencia ao casal, acordei na manhã seguinte e do meu quarto ouvia uma discussão entre meus pais. "Fodeu! Ela descobriu", pensei.

Minha mãe reclamou que papai dormiu sem tomar banho e estava fedendo e emporcalhando a roupa de cama.

— Você saiu com alguma vagabunda, né? Depois veio com a desculpa de estar preso no alagamento.

Meu pai contornou a situação com sua lábia, como de costume. E minha mãe deu uma rapidinha com ele, mesmo o homem estando com odores estranhos; isso também era costume. Fiquei aliviada por não ter sobrado pra mim.

Horas mais tarde estava no colégio e fui repreendida seguidamente pelos professores por causa da minha falta de atenção; ainda estava viajando na loucura daquela transa durante a noite, e nos orgasmos mágicos que senti.

Depois das aulas voltei pra casa e fiquei ao celular com uma amiga de confiança até o anoitecer. Puta merda! Minha mãe chegou. Levei um esporro, pois ainda nem tinha tirado o uniforme do colégio e esqueci de escolher e colocar o feijão de molho. Ela mandou que eu fosse correndo ao mercadinho para comprar queijo e presunto, faria um risoto para o jantar.

Papai chegou quando eu estava no portão e nem entrou em casa ao saber aonde eu iria, disse que me daria uma carona. Chegou em um carro batido que comprou, depois mandaria fazer reparos e revenderia obtendo lucro. Ele vivia desses lances, não tinha um emprego convencional.

Saí com papai. Falou que me deixaria em frente ao comércio e depois guardaria o carro em um estacionamento — em casa só havia duas vagas e já estavam ocupadas. No entanto, o sem noção passou direto pelo mercado, explicou que voltaria comigo para as comprinhas. Não achei ruim, porém, fiquei apreensiva quando ele conduziu o veículo até o fundão escuro do estacionamento. No mesmo instante começou com putaria puxando-me em um beijo sem ao menos falar nada da noite anterior ou perguntar se eu estava a fim.

Depois o safado, usando o seu físico avantajado, posicionou-me deitada no banco, com a cabeça virada para a porta e as pernas erguidas a noventa graus, retirou minha calcinha e caiu de boca na minha boceta. Não conseguia nem raciocinar com a intensidade das suas investidas. Na sequência fui puxada pra cima dele, sentada em seu pau. O pervertido enterrou aquela vara na minha boceta como se eu fosse uma vadia qualquer… Caraca! Fiquei até sem fôlego, parecia que aquela coisa não tinha fim, acho que subiu até minha garganta. Ele segurou em meus sovacos e fez-me subir e descer com cada vez mais brutalidade, urrando no compasso das batidas que minha bunda davam em suas pernas.

Tive minha parcela de culpa naquela perversão, pois deixei que fizesse de mim uma marionete. Fui submissa curtindo e gozando de montão. Não me arrependo, em razão de ter sido demais quando ele ejaculou dentro de mim quase me matando de prazer. Nem pensei em gravidez, apenas saboreei cada pulsar do seu pau em meu corpo e degustei toda aquela adrenalina.

Ainda não tinha acabado, apesar de eu estar quase morta em seus braços. Com a mão esquerda em meu sovaco ele ergueu-me como uma boneca, com a direita ele pegou seu pau melado de porra e roçou em meu ânus forçando a entrada. Eu nem sabia mais onde estávamos e que poderia sofrer com uma dor imensa, eu só queria senti-lo dentro. Apoiei minhas mãos em seus ombros, abri minhas pernas o máximo que consegui e com meu cu piscando de tesão o movimentei levemente sobre a cabeça do seu pau o sentindo invadir-me… Ahhh! Eu ia gritar a toda voz quando ele começou a rasgar meu buraquinho. Porém ele jogou-me no banco ao lado.

— Se arruma, Mila, tá vindo gente!

Ajeitei a minha saia do colégio que estava na altura da cintura e recompus minha camisa desabotoada antes que o homem da portaria parasse ao nosso lado. O moço disse que já estava fechando. Meu pai respondeu que iríamos em um minuto. O homem insistiu que tínhamos que sair de imediato e ficou nos observando com cara de poucos amigos até sairmos fora.

Fiquei morrendo de vergonha, aquele homem deve ter sacado tudo. Ainda por cima, a minha calcinha ficou no carro, pois nem sabia onde meu pai a havia jogado. Também nem poderia vesti-la com o sujeito nos olhando.

Quando estávamos na rua, o cafajeste do meu pai, sem comentar nada sobre ter abusado de mim, disse para eu mandar um beijo para minha mãe, pois ele iria tratar de negócios com um amigo e chegaria mais tarde. Na verdade, ele encheria a cara em algum boteco com outros bebuns. Antes que eu respondesse ele tirou algo do bolso e me deu. Era uma cartela com dois comprimidos.

— É pílula do dia seguinte, tome uma assim que chegar em casa, e outra amanhã cedo, sem falta! Meu anjinho não quer engravidar, né? — Nem preciso dizer que sua mãe não pode ver isso, entendeu, Mila?

Que descarado filho da puta, ele estava me tratando como uma vadia e, não, como sua filha.

— Não direi nada porque eu também estaria ferrada, mas bem que você merecia. E não mandarei beijo nenhum. — E vê se não passa a noite fora outra vez, pois você tem família.

— Esse é o meu anjinho — disse ele, sorriu cinicamente e se foi para um lado. Magoada e cheia de sentimentos de culpa eu fui para o outro.

Fim

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
14/08/2019 17:57:58
Secret Island, mande um e-mail pra mim explicando como eu acesso o seu "trabalho", para eu ter uma ideia antes de dar autorização. Por gentileza, mande com este e-mail: para eu saber que é você. O meu:
14/08/2019 17:53:21
Agradecida, gente, por tanto carinho. beijo em todos os corações.
14/08/2019 14:41:30
Legal, sem rodeios, rápido e excitante.
14/08/2019 14:35:26
Muito bom!!
14/08/2019 07:33:06
Que tesão
13/08/2019 22:12:15
Muito bom
13/08/2019 19:03:13
Mas voce escreve muito bem, Kamila. Leva nota máxima. Entre em contato com o nosso email para que nos autorize a publicar seu conto por email para os leitores da Secret Island e ao mesmo tempo passe a receber nossos vídeo contos. Beijo do MOD (Secret Island) - Email:
13/08/2019 16:08:00
que delicia Milla..tú não presta menina... Sempre caindo na labia desse sem vergonha...kkkkk
13/08/2019 12:56:34
Excelente

Online porn video at mobile phone


xvideo do cunhado pecado a cunhadinha a fosa gozado dretro da boceta delacunhada sonhado pegando no pal do cunhadobotando soacabeça dotico nocu damagrinha dormindonegão pegando as baixinhas danadinha e g******conto eroticogay o motorista do onibus comeu meu rabovídeos demulheres e fiado o dedono prigito ponodoidoconto erotico dei para um estranho na casa de swingcontos eróticos com foto meu bancario sarado e bem dotado caseiro.Mae.filho.Depilacaoporno brasileira envolvendo ninfeta no celeiro da fazendacontos porno gay "meu novo amigo e eu"cache:rO62MIJ2GwQJ:zdorovsreda.ru/texto/200906664 tia troxuda de calcinhamim obrigaram a comer minha mae contos eroticocracuda sapecaconto erotico gay macho alfa virando femea submissacomadre milhadinha dando pra ocumpadre pornoSuruba inesquecívelxvideomoleque enchem praia nudismopeguei meu sobrinho mas tenho uma chapuletada rola muito grandecontos eróticos corno desde a lua de melconto erotico encostou a lingua na linguinha da minha bucetahttps://zdorovsreda.ru/texto/2014011789novinha com sabonete batendo uma no chuveiropra um homemContos de inseto com o irmao casula search xvideoconto erotico velha casada banca negao pirocudoContos eroticos com fotos de podolatria chupando pes da prima dormindosxvideo nigro xxxvvnzoofiliaporno so com galinhas profundomulheres prendeno o bico do seio com prendedor xvideoirmas putas querendo fuder com irmao1minuto xvideoscontos eroticos com minha esposabundudas na piscina em golindo galamarido pega mulher.trazando com oltroos melhores contos de encochadas em evangélicas nos transportes publicosconto erotico huntergirls71contos erotico comi a filha da enprega aforça meti na buceta e no cufio dental e legging contosconto erotico gay fui obrigado a virar travestiSi.33/novinha só gosta de cassetao malandro se asusta com o tamanho da buceta da novinha bebadasexo contos eroticos corno e esposa levo rola preta donegroporno filio seu. vai xegacontos eiroticos leilapornsou casado e a prima da minha mulher veio morar com nosco maz umbelo dia chego e minha esposa nao esta ai pego sua prima se masturbano vou contar como foicontos de cunhado que comeu a cunhada e ela nem percebeuintiada esbugalha o olhos com pau grande no cu sexolindinhas novinhas trepandonumpau grándevídeo de homem se masturbando e g****** no copo e mulher bebendo no café da manhãhomem estrompa mulher virgem em videocoroas casadas metendo fora do casamento so com rapaizinhoscontos me hospedei no hotel e rasgaram meu cucontos eiroticos leilapornefaç de porncontos eróticos panicatyotube tonzinho.46contos eiroticos leilaporncontos eiroticos leilapornelisangela sendo enrabada no motelwwwxvidio.com depiladora preseitocontos de mae.putona tarada pela rola do filhochupando cabecinha e leva gozada na boca coletanea pornodoidocontoscomo cu viadinho lisinhoxxxvideos nao aguentou e deu uma boradinhacasos amad entea nua banh fas gosa ponh casa favela cariocapopas da casadaomen a molese a mulher tirando o pau br afora ela nao aguenta pornoeu minha prima e.seu poni dirou meu cabaço contosdespregando o cusinho da mulhercontos eróticos mae peituda e filho magrelopornô negão malhado baiano com as morena baianafodendo uma gostosa delicada que nãoqueriapicacontos eroticos meu dono me comia sempre que quisesse a força nifetaporno mexeu quadril na piroca do magrelouolcomo o penis penetra o anuscache:q9F574EmG_EJ:zdorovsreda.ru/texto/201511582 contos eiroticos leilapornpai subiu em cima da filha para mete no cuzaogarota muinto novinha com cona muinto apertadinhacontos de sexo depilada na praiavidio tio trepamo ma sobrimhapegei minha tia no banho buseta carnudaxisvideo d buceta s cadela piscando n cioContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas que chegaram do trabalhoabaixar comendo cu fa subrinhanegao do pausao grande grosso lascano magrinha