Uma vida de muito incesto - Parte 004

Um conto erótico de Zeze
Categoria: Heterossexual
Data: 14/07/2016 01:56:36
Nota 10.00

A primeira vez

Olá amigos, mais uma vez peço que me desculpem pela demora em dar continuidade a minha história, sugiro aos amigos que ainda não leram as partes 1 a 3, que o façam para melhor compreensão.

No dia seguinte, ainda de madrugada, sou despertado por minha mãe entrando em meu quarto, na escuridão não dava para ver se estava vestida ou não, isto só percebi quando ela deitou se ao meu lado.

- Cadê o pai? – Perguntei assustado ao sentir que ela estava inteiramente nua.

- Pode se acalmar, seu pai saiu mais cedo por causa da chuva, sou louca, mas não a ponto de vir nua para sua cama com ele presente, ele me mataria. – Disse ela deitando ao meu lado.

- E por que a senhora veio para meu quarto peladona?

- Por que não gostou de ver a mamãe assim?

- A senhora sabe o quanto adoro, por mim poderia ficar o tempo todo desta forma.

- Então saiba que vou fazer isso mais vezes, toda vez que seu pai me deixar na mão, farei assim. – Respondeu ela, não sendo clara o suficiente para mim.

- Como assim, não entendi, o que o pai tem feito que deixa a senhora na mão?

- Seu pai não tem feito, ele toda vez que vamos transar sobe em cima de mim, goza, vira de lado e dorme, e eu fico a ver navios, fico na mão, ele pensa o que, sou mulher, também tenho minhas necessidades, gosto de gozar com um pau aqui dentro. – Falou ela em tom de desabafo.

- O pai deve estar com algum problema, fazer isso com uma mulher linda como a senhora não é normal. – Falei tentando consola lá.

- Só que esse problema já vem de anos e mesmo eu reclamando ele não muda, não sei mais o que fazer.

- Mãe será que o pai sabe de alguma coisa da senhora e por isso esta agindo assim com a senhora. .

- Não creio nisso não, sou muito cuidadosa, mas mesmo que não fosse, seu pai é muito desligado, não percebe nada. – Falou ela.

- Cuidadosa a senhora não é, eu e o Marcos pegamos a senhora com o vizinho, e olha que nós nem desconfiávamos ou procurávamos nada. – Disse para ela.

- É verdade, creio que sou uma sem vergonha mesmo, sempre acho que estou segura, mesmo já tendo sido pega em outras ocasiões. - Disse ela rindo, colocando uma das pernas em cima de mim e dando me alguns beijos no rosto.

- Alguém já pegou a senhora transando? – Perguntei todo curioso.

- Só respondo com uma condição, que você deixe-me tirar seu calção. – Falou ela com a voz toda manhosa.

Sem esforço nenhum de ambos meu calção foi tirado, agora ambos estávamos nus, minha mãe agora sentada em minhas coxas, com todo carinho do mundo segurava meu pau que chegava a doer de tão duro que estava, com toda delicadeza ela foi deitando sobre meu corpo.

- Assim é bom ser acordado todas as manhãs. – Falei abraçando a com carinho, aproveitando para passar as mãos em suas lindas e gostosas nádegas.

- Você esta saindo melhor que a encomenda, um pouco de liberdade e já ta com as mãos na minha bunda, é assim que gosto, de homens atrevidos. – Falou ela aconchegando-se em meu peito.

- Não da pra resistir quando a senhora fica assim, sempre quero agarrá-la – Falei abraçando-a, mais sem deixar de passar as mãos em suas nádegas.

- Sei, você e seu primo são dois safados, qualquer brecha que dou vocês tiram proveito. – Falou ela se ajeitando sobre meu corpo, colocando a buceta bem encima do meu pau em completa ereção.

- O que fizemos que a senhora não gostou?

- Eu não disse que não gostei, achei uma delicia quando deixei vocês gozarem na minha bunda, me encoxando e deslizando o pau no meu rego e você e seu primo se aproveitaram e ficaram tentando penetrar minha buceta. – Falou ela rebolando e esfregando a buceta em meu pau.

- Se a senhora gostou, por que não deixou que a penetrássemos? – Perguntei sentindo o quanto ela estava excitada.

- Não achei que era hora ainda, mas foi uma delicia quando senti a cabeça desse pauzão abrindo minha buceta. – Falou ela, esfregando a buceta no meu pau.

- O Marcos também tentou penetrá-la. – Perguntei apenas para ver o que ela dizia, já que meu primo tinha me falado.

- Ele também, se não me levanto ele teria colocado tudo, deu pra sentir um bom pedaço dentro de mim – Falou ela deslizando a buceta por sobre meu pau.

- O Marcos já tinha me falado, mas por que a senhora não brigou com ele. - Perguntei

- Por duas razões, a primeira é que tenho o rabo preso, poderia me prejudicar se reclamasse, e a segunda razão eu já disse, gosto de homens safados e o que fez foi muito bom. – Respondeu ela tranqüilamente sem o menor constrangimento.

- Que mãe mais safada eu tenho, judiando do filho e do sobrinho. – Falei apalpando seus seios.

- Tudo culpa do seu pai que me deixa cheia de tesão toda semana. – Falou ela voltando a deslizar sobre meu pau, já completamente molhado por seus líquidos.

- O pai está judiando da senhora. – Falei dando corda para ela, sentido o quanto ela estava excitada.

- Você e seu primo me deixam cheia de tesão então a noite me insinuo para seu pai na esperança que ele me pegue e apague um pouco do meu fogo, mas hoje seu pai me paga, sua mamãe aqui é uma sem vergonha, muito safada, sou puta de alguns homens com muito prazer, e agora vou ser sua puta também. – Falou ela fazendo meu pau deslizar para dentro de sua buceta.

Gemendo e com a respiração forte, minha mãe passou a me cavalgar como uma alucinada, subia e descia com força e aceleradamente, em pouco tempo ela parou e pareceu entrar em transe, sentia sua buceta se contraindo como que sugando meu pau, ela estava gozando e gozando muito forte.

- Que delicia, estava precisando disso, agora sou sua puta também, vai pode me fuder a hora que quiser. – Falou ela deitando no meu peito, olhando nos meus olhos, ainda com meu pau enterrado em sua buceta.

- A senhora é um sonho, quantas punhetas eu bati imaginando esse momento. – Falei para ela curtindo aquele momento e também deixando que ela se recuperasse.

- Nós iremos nos dar muito bem, eu gosto de gozar com um pau enterrado em mim, na buceta ou no cu, tanto faz, e você sem experiência esta fazendo melhor que seu pai, não gozou e já me fez gozar horrores. – Disse ela toda empolgada.

- Transar com a senhora é a realização de um sonho, que buceta gostosa, é boa demais. – falei pulsando meu pau dentro da buceta de minha mãe.

- Uhh que gostoso, com esse pauzão serei sempre sua puta, me terás a hora que quiser.

- Então agora quero gozar, quero encher essa bucetona. – Falei todo empolgado com o que ela dizia.

- É claro filho, também estou louca de vontade para sentir seu leite em minhas entranhas, mas gostaria de fazer um pedido. - Falou ela sentando sem deixar meu pau sair de sua buceta.

- O que a senhora quiser.

- Vamos lá pro meu quarto a cama é mais larga e confortável. – Disse ela ficando em pé.

- As damas na frente. – Falei para vê-la indo rebolando na minha frente.

- Com esse pintão duro atrás de mim, será que chegaremos lá. – Disse ela rindo e exagerando no rebolado enquanto íamos para seu quarto.

Ao chegarmos na porta do quarto dela, a surpreendi pegando-a no colo e levando até a cama.

- Quanto cavalheirismo, nem me lembro mais quando foi a ultima vez que fui carregada no colo.

- Pois saiba que eu vou repetir isso muitas vezes, não vou perder nunca a oportunidade de carregar minha mãe assim peladona, toda gostosa. – Falei colocando a na cama.

- Alem de um homem de verdade também é um galanteador. – Disse ela me puxando para cima dela.

- Serei sempre seu homem disposto a fazer tudo pela senhora na cama e fora dela.

- Então coloca esse pauzão gostoso de novo na buceta da mamãe. – Disse ela direcionando meu pau com as mãos.

Pela primeira por cima de minha mãe, fui colocando em sua buceta e quando percebi estava transando com ela feito um animal, num vai e vem frenético.

Alucinada de tesão minha mãe com a respiração pesada ofegante, hiper excitada se contorcia de prazer pedindo para enfiar tudo na buceta dela.

- Adoro esse pintão... Fode sua mãezinha com força, agora você sabe, sou sua puta, me deixe toda arrombada. – Dizia ela gozando aos gritos pedindo mais e mais.

Meu tesão era tanto que às vezes me segurava para não gozar, ficava parado sentindo as contrações da buceta de minha mãe, uma loucura, parecia que ela sugava meu pau, ao mesmo tempo em que ela sem controle voltava a gozar uma vez atrás da outra.

Com o tesão redobrado ouvindo ela gostosamente gemer, acelerei os movimentos soltando jatos e mais jatos de porra em sua buceta realizando um dos meus maiores sonhos desde que comecei a entender sobre putaria, cansado deixei meu pau repousar por alguns instantes, sentindo minha mãe me massageando com a buceta.

- Meu Deus que loucura é essa. – Disse ela com a voz rouca, respirando de forma acelerada.

- Arrependida?

- Nunca, como posso me arrepender se ainda estou me recuperando de tanto prazer, e você esta gostando de transar com a mamãe?

- Muito, a senhora é demais, mesmo depois de gozar a senhora não deixa meu pau amolecer, parece que fica sugando o pau da gente com a buceta. - Falei contado o que estava sentindo no momento.

- Que bom, mas saiba que são poucos homens deixam eu fazer isso, normalmente eles tiram depois de gozarem me privando desse prazer.

- Sei que vou dar muitas mancadas, mas senhora irá me ensinar muito ainda, principalmente como dar lhe mais prazer. – Falei tirando meu pau de sua buceta, deixando um veio de porra escorrendo.

- Você esta querendo acabar comigo, inexperiente como diz que é, já me deixou assim, dei muito nessa minha vida, mas nenhum homem me fez gozar tanto em tão pouco tempo como você, parecia que não pararia mais de gozar, minha buceta ainda esta dando choquinhos. – Falou ela largada na cama, sem ligar para a porra e os sucos vaginais que escorriam de sua buceta molhando o lençol.

Nunca senti tanto prazer como naquele momento, a sensação é incrível, tinha acabado de gozar na buceta de minha mãe, mas meu tesão em nada diminuía, e nem tinha como vendo ela ali toda receptiva com as pernas abertas.

- Gostando de ver a bucetona da mamãe? – Perguntou ela me vendo ajoelhado entre suas pernas.

- Adorando, a senhora não imagina quantas vezes me masturbei pensando nela.

- Agora não precisa mais imaginar, você a tem quando quiser. – Disse ela toda orgulhosa, não escondendo seu prazer.

Com uma vontade descomunal minha mãe agarrou meu pau, alisando e chupando com maestria, batendo com ele no rosto.

- Não é só você que tem fantasias, depois que vi esse pauzão duro, passei a sonhar com esse momento, mamar nele com gostinho de minha buceta. – Disse ela toda safada, lambendo meu pau deixando ele todo babado.

Alisando e enfiando meus dedos em sua buceta fui fazendo minha mãe, com meu pau na boca, gemer e rebolar contorcendo se toda, pedindo para ser penetrada, como filho obediente, atendendo seu pedido enfiei de uma só vez em sua buceta, arrancando gemidos e palavrões.

- Filho da puta, arromba sua mãe, me deixa toda arregaçada. – Dizia ela entre gemidos.

Perdendo todo controle sob si mesma, gemendo de prazer, sem se agüentar, minha mãe gozou de forma avassaladora, ficando esmorecida na cama.

Vendo o sorriso de satisfação no rosto de minha mãe, retirei meu pau de sua buceta, e em pé a puxei para a beirada da cama, levantando suas pernas, direcionei meu para seu cuzinho, e temendo machucá-la, e também querendo desfrutar ao maximo aquele momento, fui colocando devagar, com ela gemendo e abrindo a bunda com as mãos.

- Isso amor, come gostoso o cu da mamãe, enfia tudo, me arromba seu safado. – Disse ela, gemendo como nunca, sem esconder o prazer que estava sentindo.

- É assim que a senhora gosta? – Perguntei com pau enterrado em cuzinho.

- É sim amor, meu garanhão, estou adorando sentir você me arrombando toda, tire e veja como está o cuzão da sua puta. – Dizia ela sorrindo de satisfação.

Com minha mãe abrindo sua bunda, tirei meu pau, e lá estava seu cu todo aberto e avermelhado, para satisfação dela.

- Que tal, gostando de ver o estrago que você fez? – Perguntou ela, novamente com meu pau inteiramente enfiado em seu cu.

- Adorando, a senhora fica um tesão assim.

- Saiba que para eu ficar assim, eu dei para muitos homens.

- Saber que a senhora foi puta de muitos homens, é só mais um motivo para eu ter tanto tesão na senhora.

- Então aproveita, fode o cu da sua mãe, que ela vai gozar com esse pauzão no rabo. – Disse ela tocando sua buceta ensopada, dedilhando seu grelinho.

Já estava prestes a gozar quando minha mãe se contraiu e gozou, ficando sugando meu pau com seu cu, levando me ao maior orgasmo de minha vida, inundando seu cuzinho com minha porra.

Exaustos, sem forças para mais nada naquele momento, sorrindo nos abraçamos e entre beijos acabamos adormecendo.

Continua


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Zeze Cruz a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
27/07/2016 09:49:24
Delícia
14/07/2016 19:12:50
Bacana, MT bom.
14/07/2016 13:46:04
o maximo muito bom

Online porn video at mobile phone


casadas no swuingxvideo.comconto erótico gay amigo pretinho jeguefilmes pornô lambuzada pelo pazes as panterasaluno fodendo professor de educacao fisica gay animadodepiladora pega cliente com pau enormevidio di coroas buctaoquanto mais eu bombava a minha sogra mais ela gemuaa mao que balança a bengaO dia q virei cdzinhaSó conto erótico tio f****** a sobrinhavideos de bucetas intaladas na rola grossao tarado do negao quis enfiar no meu olho enrugadovidei porno de nivinha cendi estrupada por negraocontoerotico eu namorada mae e tiocontos eroticos de mulher fazendeiragordinha griluda seno curiada pelo cuiadotravesty linfa e gostosa pornocomtos eroticos de casal de bh coroa muito gostosa c corno no bailher de carnaval ano 2018 c negaoespoza com tezao marido cansado ela procura o escravo pauzudo negraoPasando com a cobra na cona ZoopornLer contos eroticos de transei com minha cadelaContos novinha bolin d pel titia enquanto o tio dormenovinha aguentar pau mostro kid bengala esfola bucetinha novinha xvidio zoolofia xvidioAdoro pica de dog contosnovinha de quinze anos fodida a forca pelos trez vizinhos bem dotados contosconto erótico vigilante do bancocontos eiroticos leilaporntaveti e lebica nocusaominha mulher me arrombou com um pau de borrachameu sobrinho e eu no carro.ctosfudendo a vizinha que emprestei o dinheiromatava aula para dá o cucontoerotico eu namorada mae e tiocontos eiroticos leilapornve porno co ome cumeno amante e a filha da amanteconto erotico tirei a virgidade do meu irmao novinho gayzinhocunhada ecitada bhcontos eroticos de lua blanco e arthur aguiarcontos eiroticos leilaporncontos de sexo no carro com um cara aiii metiii maisxvideo Mamae mw pegou me masturbando e me chupou ate gosar na boca delao hippie me comeu contocio eirmao gemeo transandoe gozando na bocaMansinho shortinho atolado bunda corno contoContos eroticos da mãe quando ve seu filho de cueca fica louca pra acariciarputa fudeno pela da motoxduas rabudas branqinhaa dando pro negaohttp://googleweblight.com/i?u=http://zdorovsreda.ru/tema/incesto;%2520amor%2520verdadeiro;%2520fazenda;%2520irm%25C3%25A3zinha/melhores&grqid=CLHUAQww&s=1&hl=pt-BRwww.xxvideo novinha desliza sobe e dececonto erotico demendingo gozando conto gay o meu sonho de consumoler relatos pornos de estrupos xe vovozinho com netinhasporno esposa de short curtinha na cozinhavideos porno com nojo e volmito xvideos l.comcontos casada evanglica com pepino no ccontos tranzei com a mulher do meu cunhadovídeo pornô uma atividade Bonde da três sobrinhos até f****nao devia mas fiz sexo com meu filhoxxxvnwwwconto anal exagero rabocontos eróticos deiminhabucetapromeu filho menor depois que cheguei daacademiavideo de virgem se entregando pata o pauzudocontos.gozei como louca na pica do meu filhocunhhada n reziste em ver o tamanho do pal do cunhadoxvideo padre comendo valdeniceconto erotico gozando na água da mangueirasexo forsado com shortinho jeanscontos eróticos garotinho Netinho fudendo cuzinho do vovôfoi passear o cao e fodi a vizinhacontos eroticos na sauna glsso contoseroticos completos no sofa do padrinho maria alice deu ate o cuzinhoincesto mae ver o cacetao do filho fica passada com tamanhoxvideos caindo short do garoto no banho de baldeeu, minha namorada, minha namorada e meu tioConto de incesto pai tranzano com filha de doze anocontos eroticos fode FrouxoLuana da nova temporada do quadro rola ou enrola em porno contos eroticos meu dono me comia sempre que quisesse a força nifetaXVídeos uma mulher de 28 anos de baby doll arrumando a casanora safadas descobri que sogro tem a pica enormevidio de boquete profunda engolindo ate os badalosvídeos tratantes no ônibus Contos gays flagrei meu padrásto coroa dando o cu ao caseiro coroa de jeba.coroa lenbi pinto bebi porrasafada nuonibumagrınha nosexonasauna corroas inseistoembebedei minha esposa contosconto o primeiro anal da minha cunhada casada mais velhavideo porno mulher gozándo de kratroCóntos eroticos me vinguei do meu marido e dei pra um roludo fudendoncu na saunaflaguei a filhinha do caseiro fazendo coisa errada e chantagiei ela contossegure com a calcinha cheia de galarelato d novinha perdendo o cabacinho com padrasto e mae juntocorno covarde chorãoconto erotico huntergirls71