SOU CASADO COM UMA PUTA e ESTOU ADORANDO! Parte 1 /2

Um conto erótico de NUBER
Categoria: Grupal
Data: 18/05/2015 09:11:50
Última revisão: 18/01/2016 20:33:30
Nota 10.00

Tenho 26 anos e faz 2 anos que sou casado.

Antes de me casar sempre fui um sujeito bem quieto e de poucas amizades.

Namoradas tive poucas e não me empolgaram muito. De vez em quando pegava alguma prostituta perto de onde morava mais pra tirar o stress. Sexualmente também era tranqüilo sem aquela empolgação que notava em alguns colegas de serviço. Certamente pelo motivo de saber que meu pinto era pequeno comparado com os amigos do futebol me sentia um pouco retraído quando tinha que ficar nu perto de outros homens. Ainda mais que sempre tinha algum engraçadinho FDP que vivia me gozando dizendo que o que faltava na frente sobrava na parte de trás, por causa da minha bunda volumosa.

Sou moreno de 1.70 m. olhos esverdeados, rosto razoável, e o que tenho de mais legal é um corpo bem definido com coxas grossas e uma bunda musculosa em virtude de freqüentar a academia de um amigo perto da quitinete onde moro.

Eu era funcionário publico e tinha um emprego que apesar de não ganhar muito me dava estabilidade e como morava sozinho em uma quitinete pequena tinha uma vida sem luxos, porém tranqüila.

Até meus 23 anos a vida seguia bem calma até que um dia depois de ter almoçado em um restaurante perto da repartição onde trabalho fiquei encostado na parede de uma loja vendo o movimento aguardando a hora de voltar ao serviço.

Foi então que vi uma linda loirinha com uma pasta na mão começando a atravessar a rua e passei a segui-la com o olhar. E em alguns segundos apareceu um “trombadinha” e empurrando-a com força arrancou a pasta de sua mão e saiu correndo. Na hora percebi que ele ia passar bem em frente de mim e quando isso aconteceu rapidamente coloquei meu pé entre suas pernas e o ladrãozinho se estatelou no chão deixando a pasta cair. Quando ele tentou se levantar já cheguei dando um chute nas costelas do safado deixando-o prostrado no chão. Logo vieram outras pessoas que ajudaram a imobilizar o safado e o entregamos a policia que chegou logo em seguida.

A loirinha linda se chamava Josi e era neta do dono de uma grande fabrica de roupas que existia ali perto e trabalhava como gerente financeira da empresa e estava indo ao banco fazer um deposito. Naquela pasta tinha dinheiro e também muitos cheques de clientes que se tivessem sido roubados dariam muitos problemas para serem recebidos.

Toda contente em ter reavido sua pasta Josi me abraçou e encheu meu rosto de beijos elogiando minha coragem e determinação em não deixar que o roubo se consumasse. Depois disso tivemos que ir a delegacia prestar depoimentos e durante esse tempo conversamos bastante e iniciamos uma amizade.

Josi era uma loirinha de cabelos curtos e olhos azuis com um corpo perfeito. Seios grandes, cintura fina e uma bunda empinada que não conseguia passar despercebida em nenhum lugar. E trabalhando com moda ela se vestia de uma maneira que chamava a atenção de todos.

E se tinha uma coisa que a deixava ainda mais linda era sua alegria e simpatia.

Logo nossa amizade se transformou em namoro de depois de uns 6 meses ficamos noivos e logo o casamento foi marcado. E tudo isso aconteceu por iniciativa da Josi. Quase não acreditei que uma mulher linda e maravilhosa como ela e, além disso, cheia da grana se interessasse por mim.

Quando a gente saia durante os fins de semana para as festinhas e baladas todos reparavam na gente e logicamente os homens babavam por aquela loira linda com roupas sensuais.

Eu ficava todo orgulhoso de desfilar com uma gata como aquela e vivia dizendo que ela era perfeita.

Até no meu tesão que antes era bem calmo minha namorada deu um jeito.

Ela era uma safada tarada e sempre que tinha uma chance queria transar e não admitia recusas.

Um pouco antes do casamento todo curioso perguntei o que eu tinha de especial pra fazer com que ela se interessasse em querer se casar comigo. Josi então disse que todos seus namorados anteriores eram muito ciumentos e queriam controlar tudo em sua vida e ela odiava esse tipo de homem e quando começamos a sair juntos percebeu que além de sempre elogiá-la, nunca se importava com suas roupas sexy e extremamente curtinhas nas baladas.

Ela me confessou que adorava deixar os homens excitados com seus vestidinhos curtos e super justos que mostravam seu corpo sensual.

Josi era uma exibicionista assumida.

Mas tinha mais um coisa que me deixava curioso era saber sua opinião sobre o tamanho do meu pinto, pois certamente Josi era uma mulher muito ativa sexualmente e devia ter tido várias experiências antes de ficar comigo.

Ela então brincou dizendo a velha frase que já tinha ouvido e lido em várias revistas:

-“não importa o tamanho da varinha, mas sim a mágica que ela proporciona”..

Fingi acreditar, mas no fundo sabia que faltava um pouco mais de volume no meu pinto, pois de vez em quando a gente assistia a alguns filmes pornôs que ela me fazia comprar nos ambulantes Josi quase sem perceber deixava escapar alguns comentários tipo:

-nossa...que pauzão grosso...isso deve entrar rasgando na bucetinha da gente!

-que macho gostoso pauzudo...uma pica dessa na minha bucetinha...ia me deixar toda arrombada!

-que pica gostosa tem o negão...mete sem dó na buceta da putinha! Se um negão desse me pegasse...nem sei o que aconteceria!

Isso não me preocupava muito e nos casamos com uma grande festa que seu avô patrocinou todo feliz.

Josi tinha uma irmã dois anos mais velha casada e que também trabalhava na fabrica e então percebi que havia certa rivalidade entre ambas. Elas eram as únicas herdeiras do enorme patrimônio do avô. Os pais delas tinham morrido em um acidente aéreo há vários anos e tinham sido criadas pelos avós que eram pessoas bem conservadoras. E Josi acabou me confessando que o avô queria que ela se casasse, pois com 24 anos já era tempo de tomar juízo, pois a irmã já se casara desde os 19 anos.

Casamos e fomos morar em um apartamento aconchegante e confortável presente de casamento do avô pertinho de uma estação do metrô. Depois de uns 15 dias de lua de mel no Caribe voltamos ao trabalho.

Sempre íamos trabalhar de metrô pois era um trajeto de apenas 20 minutos e se fossemos com nosso carro dificilmente seria feito em menos de uma hora. A estação do metrô ficava a menos de 100 m. de nosso prédio e a outra estação também ficava a uns dois quarteirões da fabrica de roupas e do posto da repartição do meu trabalho. A única coisa que causava um pouco de transtorno era que de manhã os vagões iam normalmente lotados e quando chovia era muito pior. Era melhor agüentar aquele aperto do que passar uma hora ou mais dentro de um carro naquela loucura de transito que deixava qualquer um estressado.

Josi nem se importava em fazer aquela pequena viagem apertada de metro, e dizia brincando que até gostava, pois já ia trabalhar toda animada sendo encoxada por um macho. Pra evitar que algum engraçadinho safado ficasse se esfregando em sua bunda empinada eu a abraçava por trás durante o trajeto. Os sujeitos que iam ao meu lado ficavam olhando cheios de desejo para o corpo voluptuoso de minha esposa em seus vestidinhos justos e curtinhos.

Logo na primeira semana de casados Josi demonstrou mais uma faceta de sua safadeza.

Após o banho ela saia nua e toda safada ficava se enxugando bem devagar na banqueta da penteadeira enorme com as janela do apartamento toda aberta. Era um ritual de exibicionista sem pudor e quando fui inventar de fechar as cortinas Josi toda dengosa disse:

-Abel...não faça isso...meu amor...não corta meu barato...deixa que admirem sua esposa gostosa peladinha...isso me deixa tão tarada...só olhar...não tira pedaço...por favor!

Eu sorri complacente com aquela safadeza de minha querida esposa e disse:

-sua maluquinha linda...se vc quer...eu deixo...mas...vai que alguém reclama...sempre tem umas mulheres casadas chatas e pode ter alguma criança também!

Toda safada ela se levantou nua e veio em minha direção e me abraçando começou a se esfregar em mim e disse:

-não se preocupe meu maridinho...ja pesquisei...o prédio ai na frente é comercial...só tem escritórios e consultórios...e a noite sempre tem gente trabalhando...e tem sempre algum tarado querendo olhar pra uma mulher nuazinha e gostosa igual sua esposa.

-que maluca que arrumei como esposa...desse jeito quem olhar pra ca e te ver assim se mostrando inteirinha vai achar que vc é uma putinha safada!

-meu amor...vou te confessar uma coisa...dizendo isso vc me deixa com tesão...se pensarem isso de sua esposinha tesuda...vou adorar...acho que já percebeu que sua esposa adora parecer uma putinha e vou fazer ainda melhor então!

Foi então que ela me empurrou e me fez sentar na beira da cama e toda tesuda abaixou o meu short e pegando meu pinto começou a chupar. A safada sabia como chupar um pau e em poucos segundos me contorcia em sua boca sedenta. Ela me deitou de costas na cama e logo se sentou no meu pinto e começou a cavalgar como uma louca e não demorou pra dar um gritinho de prazer e gozar como uma louca. Em instantes ela se virou e começamos um 69 cheio de volúpia...a safada esfregava a buceta na minha cara e eu sugava seu grelo enorme com ardor. Meu pinto durinho estava inteirinho dentro de sua boca gulosa e logo gozamos juntos e enchi sua boca de porra quentinha. Ela engoliu tudo sem deixar escapar uma gota. Josi era uma tremenda de uma fêmea tesuda!

Ficamos deitados na cama e voltamos a conversar.

-Josi...eu sabia que vc era maluquinha...mas to vendo que é muito pior do que pensava...sua tarada!

-larga de ser bobo...Abel...vc também gozou gostoso...vai me dizer que não gostou?

-bem...foi muito louco isso...imaginar que alguém está vendo vc transar...é diferente! Foi legal sim!

-por isso que adoro meu maridinho! Apóia as sacanagens da esposa maluquete e tarada! Desse jeito vou querer casar de novo com vc! É assim que eu gosto...tem que topar tudo...sem frescura!

-bem...ja que casei com vc...agora não adianta reclamar...eu já desconfiava que minha esposa fosse uma putinha completamente tarada sem um pingo de juízo!

Foi então que apos um banho refrescante Josi pegou uma sacola e me entregou dizendo que tinha comprado lingeries pra ela e para mim. Ela tinha mania de comprar umas cuecas descoladas e diferentes das tradicionais. Josi dizia que queria que eu sempre usasse “cuecas maneiras”.

Apesar de achar estranho logo passei a gostar usar. Eram importadas e de tecidos muito confortáveis. Eram de lycra bem fininha, malha fria e até de seda. Como minha bunda era bem grande algumas acabavam entrando no rego e quando comecei a usar vivia tirando, mas logo me acostumei e passou a não me incomodar mais. Como meu pinto não era grande...eu podia usar essas cuecas pequenas com tranqüilidade sem perigo de escapar pelos lados. E minha esposa toda safada e brincalhona quando me via com essas cuecas dizia que eu tinha um bucetinha tesuda com um grelão gostoso!

No outro dia fomos pegar o metrô e quando entramos no vagão era a mesma muvuca de sempre e como Josi foi cumprimentar uma amiga que trabalhava na mesma região ficamos um pouco distante e percebi que já tinha um cara encoxando minha esposa. Ate tentei chegar perto dela mas com o aperto ficou difícil mas como vi que Josi conversava tranqüila com a amiga não me preocupei mais. Naquele aperto todo era quase que impossível não ser encoxado e por diversas vezes também senti volumes na minha bunda.

Logo que descemos cada um foi para seu serviço e a tarde quando voltamos pra casa estava mais tranqüilo e até conseguimos nos sentar e fomos conversando:

-Josi...hj de manhã vc se soltou de mim...achei que tinha algum safado te encoxando!

-e tinha mesmo. Mas tudo bem...levei numa boa...o carinha tava num tesão danado...com o pinto durinho que parecia que ia furar a bermuda...pena que era pequeno...nem deu pra ficar animada.

-safada...acho que depois de casada...sua safadeza está se multiplicando...todo dia tem uma surpresa!

-querido...ninguém mandou aceitar se casar comigo...agora vai ter que agüentar...até que a morte nos separe.

Josi me abraçou e toda carinhosa disse:

-larga de ficar preocupado meu amorzinho...tá tudo bem...relaxa...sei me cuidar...vc só tem que me amar do jeito que sou...eu te amo do jeito que vc é! Continue assim sendo um marido maravilhoso que sua esposinha putinha precisa!

Chegamos a nosso AP e enquanto Josi foi tomava banho e pedi uma pizza pra jantarmos...e depois ficamos assistindo um filme na TV...mas como estávamos cansados fomos dormir cedo.

Tudo caminhava com tranquilidade sem muitas novidades a não ser minha esposa safada ficar nua no quarto à noite se mostrando para quem estivesse no prédio de escritórios em frente.

Mas foi então que aconteceu uma coisa que ia começar a mudar minha vida por completo.

O dia amanheceu com chuva e Josi não iria pra fabrica de manhã pois teria que ir de manhã ao cartório no centro resolver problemas de documentos e fui sozinho trabalhar.

Na hora de me vestir...resolvi colocar uma cueca nova de seda que Josi tinha comprado e como apesar da chuva estava calor coloquei uma calça de algodão bem fina e uma camisa de cambraia bem fresca. Se pudesse iria trabalhar de bermuda mas isso não era permitido na repartição.

Por causa do temporal o metrô estava mais lotado que o normal e quando entrei acabei sendo empurrado para o canto perto da porta e quando vi tinha um negro musculoso completamente colado em minhas costas. Ele estava com uma calça de moletom bem fina e em instantes senti um volume enorme perfeitamente encaixado no rego da minha bunda. A cueca tinha se enfiado por completo e em segundos deu até pra sentir o calor que emanava do ventre daquele macho. Até tentei sair da frente dele mas não consegui e isso fez com que desse pra sentir o contorno daquele pau enorme entre minhas nádegas. Pertinho tinha um sujeito com um radinho ouvindo musica de forro e então virei o rosto um pouco e aquele negro atrás de mim me olhou e sorrindo disse:

-hj...tá terrível né...desculpa ai...mas não tem jeito...vamos ter que ficar assim espremidos até descer um pouco de gente...meu nome é Paulão...e o teu companheiro?

Sem conseguir pensar em nada quase que automaticamente respondi:

-é...é...verdade...prazer...o meu é Abel...vc...vai descer onde?

-na estação depois da sua...ja viajamos no mesmo vagão algumas vezes...ja te vi várias vezes...com a esposa...ela não veio hj?

Ele conversava perto do meu ouvido com muita tranqüilidade mas, eu sentia aquele pauzão bem duro e enorme no rego da minha bunda e ele já dava um jeito de se mexer e me encoxar mais forte e eu continuava a responder sem esboçar nenhuma reação.

-não...hj a Josi tinha que ir...no cartório...no centro...só vai trabalhar mais tarde...e vc trabalha onde?

-trabalho em uma loja de materiais de construção...sou vendedor!

O calor daquele pau encaixado na minha bunda separado apenas pelo tecido fino de algodão da minha calça e pelo moletom da calça do tal de Paulão parecia queimar minha pele. Senti que meu pinto ficara completamente duro e foi então que ele encostou sua boca mais perto do meu ouvido e bem safado disse:

-ja pedi desculpa...mas num tá adiantando... Abel...tu tens uma bunda muito gostosa...e tá me deixando com um tesão danado...minha pica adorou esse rabo gostoso...eu ia adorar te enrabar...se quiser...dar pra mim...é só avisar...vou adorar comer esse rabo gostoso!

Foi incrível mas não consegui dizer nada e fiquei completamente sem ação mas, não tentei sair dali e isso fez com que ele ficasse mais ousado e senti sua mão segurar meu quadril e me puxar de encontro ao seu ventre e todo safado fez movimentos rebolando atrás de mim!

Meu corpo estava todo arrepiado e todos os pelos de meu corpo se eriçavam e quando chegou minha estação quase automaticamente sai daquele vagão e meio perdido me dirigi para a saída e fui como um zumbi pra minha repartição. Entrei no banheiro e abaixei minha calça e quando toquei em meu pinto duro foi como ter levado um choque. Gozei copiosamente esguichando porra até na parede.

Que loucura era aquilo que eu estava sentindo...era completamente inexplicável...mas era real.

O tesão tomava conta do meu corpo e o calor daquele pau grosso se esfregando na minha bunda ainda queimava minha pele me enchendo de desejo. Aquela sensação de prazer proibido era incrível.

Apesar de ainda não saber lidar direito com o que estava acontecendo quando voltei para o AP naquela noite já me senti bem mais tranqüilo e quando durante o banho passei o sabonete na minha bunda e me lembrei daquele negro pauzudo tarado meu pintinho ficou duro como aço.

Percebi que dali pra frente seria impossível não pensar em ter aquele macho de pau grande colado em minha bunda novamente. O mais incrível era que nunca tive nenhum relacionamento homossexual, nem fiz troca-troca com outro garoto na adolescência e bastou aquele negro safado encostar aquela pica grossa na minha bunda pra me fazer perder o controle do meu corpo.

Apesar de que depois que aconteceu isso no metrô me veio à lembrança que toda vez que eu assistia a alguns filmes pornôs eu gostava de ver atores negros transando porque quase sempre eles eram extremamente bem dotados. E minha esposa loirinha também gostava de assistir filmes com negros e quando eles metiam nas brancas ela brincava dizendo que era café no leite.

Minha esposa entrou no banheiro pra tomar banho e toda safada já notou meu pinto duro e então pegando minha cueca de seda nova que eu tinha usado e estava jogada em cima do cesto de roupas olhou-a e sorrindo disse:

-o que meu maridinho safado andou fazendo hj...to vendo que a cuequinha ta toda manchada por gotas de porra! Alguma tarada gostosa igual tua esposa ficou rebolando na tua frente no metrô é...me conta seu safadinho...quero saber!

Josi falava sobre safadezas de uma forma que parecia tudo normal e na hora resolvi contar o que se passara comigo de uma maneira que não me comprometesse muito.

-não teve nenhuma gostosa...minha gostosa é só vc sua boba! Mas acho que não vou mais poder usar essa cuequinha que vc comprou pra mim...depois que coloquei ela enquanto tava indo pra estação acho que por ser pequena e justa demais...ficou me apertando e meu pinto acabou ficando duro...e lógico que ficou todo babado e manchou toda a frente da cuequinha!

-então...vou obrigar meu maridinho a usar dessas daí...todo dia...ja que deixa o pinto durinho...é tudo de bom...vou comprar 30...pra usar uma por dia..

-sua tonta...mas...se for comprar tem que comprar tamanho maior...se eu abaixar as calças e alguém me olhar por trás...vai pensar que to usando uma calcinha...entra tudo no rego!

-também...com esse bundão gostoso que meu maridinho tem...alias se eu fosse homem...eu ia te enrabar todo dia...ia deixar esse rabo ardendo...ainda mais se eu tivesse um pintão bem grande!

-é...mas...acho melhor deixar pra usar essas cuequinhas de seda pequenas pra quando a gente sair pra festar...pra ir trabalhar num dá não! Se vc soubesse o que tive que agüentar hj durante a viagem!

-não to entendendo...o que aconteceu?

-Josi...com a chuva hj tava um caos de tanta gente...quando vi tinha um negão forte como um touro atrás de mim...ele grudou na minha bunda. Ele tava de moletom fino e como minha calça também era fina e minha cuequinha estava toda enfiada no rego da bunda...acho que ele percebeu isso...e foi me encoxando durante toda a viagem...se vc soubesse o tamanho do pau do negão...grande e bem grosso...ficou completamente duro...e ele deu um jeito de encaixar aquilo tudo no rego da minha bunda! Até pensei que ia me estuprar naquele vagão. Que negão tarado!

-e vc...não disse nada Abel?

-falar o que...não dava nem pra se mexer...e o pior é que o cara era um safado...ficou me encoxando e conversando comigo durante a viagem...se chama Paulão...e comentou que já viu eu e vc várias vezes no metrô! Ele trabalha em uma loja de matérias de construção...logo depois da nossa estação. E o pior é que o tarado ainda tirou uma comigo...antes que eu descesse do trem disse sorrindo que minha bunda era muito gostosa. Fiquei sem graça com tamanha safadeza...mas não tinha nem como brigar com o sujeito...ele era enorme...parecia um guarda roupa...tudo nele era muito grande !

-Abel...que aventura louca hein...pena que eu não tava junto hj...acho que ia gostar de ver isso...só de imaginar...tenho certeza que ia adorar. Mas...acho que meu maridinho não quer admitir mas algumas gotinhas de porra na tua cuequinha de seda...talvez tenham sido por causadas pelo pauzão do negão esfregando na tua bunda...seu safadinho!

Nem respondi fingindo que tinha entrado sabão no olho e então Josi entrou no Box e tomamos banho juntos brincado numa boa sem tocar mais naquele assunto.

Naquela noite Josi recebeu um telefonema de uma de suas melhores amigas da faculdade que morava no interior e queria lhe pedir um favor.

A amiga tinha um irmão que fora um dos 5 selecionados de um concurso de uma agencia de modelos e precisava ir até a capital fazer umas sessões de fotos. Isso duraria uns dias no máximo e como ele não estava acostumado com cidade grande queria que o hospedássemos em nosso AP durante esse curto período.

Josi prontamente se propôs a fazer o que sua amiga pedia pois durante todos os anos que estudaram juntas tinham sido muito amigas.

Bruno era o nome do rapaz e havia acabado de completar 18 anos.

Josi minha esposa não pode me acompanhar quando fui buscá-lo na rodoviária pois tinha uma reunião importante na fabrica e quando vi o rapaz tive a certeza que tinha nascido pra ser modelo. Moreno de olhos verdes, 1.80 m., um sorriso cativante e um corpo super bem cuidado. Resumindo o garotão não tinha nenhum defeito. Quando ele caminhava ao meu lado para o estacionamento dava pra ver que as garotas olhavam pra ele e ficavam babando.

Já era noite quando minha esposa chegou ao AP e toda alegre abraçou o rapaz sorrindo e disse:

-Bruno...se eu fosse te buscar na rodoviária não ia te conhecer...quando te vi da ultima vez que fui visitar sua irmã...vc só tinha uns 13 anos e era um moleque magrinho e raquítico...e agora vc tá um gato lindo e maravilhoso. Vc devia vender a formula...ia ficar milionário!

O rapaz logo parecia mais tranqüilo pois Josi sabia como cativar as pessoas e deixá-las completamente à vontade e então sugeri de irmos a um shopping comer um lanche e como era sexta-feira e não trabalhávamos no sábado...dar uma volta nos barzinhos.

Fomos tomar um banho e em nosso quarto conversamos sobre o rapaz.

-Abel...até levei um susto quando vi o rapaz...ele parece um ator de novelas...que perfeição de rosto... de boca...de corpo...de tudo. Acho que se ele seguir nessa carreira...pode se dar bem! A irmã tinha me falado que seu irmãozinho tinha se tornado um galã...eu achei que era coisa de irmã coruja...mas realmente...é um gato! As mulheres vão cair matando em cima dele!

-é verdade...na rodoviária...eu vi! Quando ele passa as garotas só faltam pular em cima dele...ele vai ter que tomar cuidado com as garotas...do jeito que hj elas estão muito putinhas...pra alguma engravidar dele...é facinho!

-isso é verdade! Mas...ele deve saber o que faz...garanto que já deve ter comido um monte de putinhas e do jeito que é lindo...até eu...se não fosse casada...dava na hora pra ele...que macho lindo!

-sua putinha safada...ja começou a falar bobagens! To achando que esse rapaz aqui...vai atiçar ainda mais safadeza de minha esposa putinha...se quase toda noite fica mostrando a bunda e a buceta para os safados ai do prédio em frente...imagina agora...com um motivo a mais...to até vendo!

-que maridinho mais maldoso...não tem vergonha de falar mal de sua esposinha tão comportada! Só sou um pouco safadinha! RSS. Mas...não fique dando ideia...que posso resolver ser mais putinha hein!

O calor estava forte e vesti uma bermuda e uma camisa pólo. Josi do jeito que gostava de se mostrar em lugares públicos e talvez por estar na companhia de alguém que iria chamar a atenção resolveu arrasar e colocou um vestidinho curtíssimo preto com detalhes em vermelho com uma sandália de salto bem alto e logo notei que não colocou calcinha...e então disse brincando:

-sua maluca...a gente vai ao shopping...se vc não colocar calcinha quando cruzar as pernas todos vão ver sua bucetinha branca depilada!

Ela sorrindo safada disse:

-meu maridinho...não se preocupe...com esses pequenos detalhes...até parece que vou colocar calcinha com esse vestido colado...nem pensar! E não tem problema querido de mostrar minha bucetinha...ela está bem depilada...fiz isso hj...antes de vir pra casa!

Logo estávamos no shopping e após comermos e fomos um barzinho badalado pra mostrar ao Bruno como era o ambiente da noite na capital.

Josi vestida daquela maneira era assediada a todo instante pelos homens e Bruno logicamente pelas garotas. Mesmo sem prestar atenção eu já tinha visto a bucetinha branca da minha esposa varias vezes e notei que Bruno também já tinha notado isso pois peguei-o por diversas vezes com os olhos fixos entre as coxas da safadinha! E depois de uns drinks no bar Josi que não era muito acostumada com álcool já ficou bem mais assanhada e resolveu dançar e logo estava rebolando toda sensual ao som das musicas. Josi já era sexy e sensual naturalmente mas com um pouco de álcool na cabeça seu lado devassa se multiplicava e não demorou pra que suas coxas e as popinhas de sua bunda se mostrassem por inteira. Apesar da pouca luz na pista de dança dava pra notar isso perfeitamente. Depois de dançar algumas musicas Josi veio até eu e disse que sua cabeça estava rodando e queria ir embora. Bruno conversava com duas garotas e até achei que não ia querer ir mas concordou rapidamente dizendo que precisava descansar bastante porque no outro dia logo depois do almoço tinha que ser fotografado. Dos 5 rapazes selecionados apenas 2 seriam contratados pela agencia de modelos.

Acordei tarde no sábado e tomei um rápido banho e fui até uma padaria perto do prédio buscar pães. Minha esposa se levantou em seguida e o rapaz continuava dormindo.

Quando cheguei de volta com os pães depois de uns 20 minutos minha esposa já veio toda excitada dizendo:

-Abel...meu querido...vi uma coisa que me deixou de queixo caído!

-o que aconteceu...viu algum disco voador sua maluca?

-quando passei em frente do quarto do nosso hospede...a porta estava entreaberta e apesar de não estar muito claro...pelo espelho da porta do guarda-roupa...vi o rapaz dormindo só de cueca. E quando olhei no meio das coxas...vi que que ele deve ter um pintão enorme...grande demais.

-Josi deixa de safadeza...ficar espiando o garoto...que louca!

-Larga de ser bobo...o que tem isso? Vem comigo...quero que vc veja comigo...vem logo!

Ela já foi me puxando pelo braço e como eu sabia que não adiantava contrariá-la acompanhei-a até a porta do quarto e então quando olhei vi que ela tinha razão. Se aquele volume todo dentro daquela cueca fosse pinto...o rapaz seria um cavalo! E então voltamos até a cozinha e a conversa continuou:

-e ai amor...o que vc achou...o rapaz deve ser muito bem dotado né?

-bem...pode ser que ele tem um saco bem grande também...mas acho que ele deve ser bem pintudo!

-é...mas minha curiosidade agora ficou bem aguçada...e vou dar um jeito de saber direitinho o que ele tem guardado dentro daquela cueca!

-Josi...sua maluca...o que vc tá pensando em fazer...deixa de ser louca!

-meu maridinho...lembra que ontem o Bruno pediu pra vc acordá-lo la pelas 10 h. se ele ainda tivesse dormindo? Quem vai acordar o rapaz de cueca...vai ser eu...acho que ele vai gostar mais!

Foi só então que percebi que minha querida esposa maluca estava só com uma camiseta por cima de seu corpo nu...e já dava pra notar sua excitação pois os bicos de seus seios grandes só faltavam furar o fino tecido. E como a camiseta era curta...se ela levantasse os braços sua bunda grande e sua bucetinha depilada ficaria toda de fora e então disse:

-Josi...vc vai acordar o rapaz assim...só com essa camisetinha...sua safada?

-bem...eu até pensei em ir peladinha...mas ai pode ser que ele fique um pouco assustado! Amor...eu vivo peladinha durante a noite mostrando meu corpinho delicioso para todos os machos do prédio da frente...acho que to até muito vestida...pra ir acordar nosso hospede! E como sou uma esposa boazinha e que não esconde nada do maridinho...vou deixar vc assistir! Tô indo!

Josi saiu da cozinha rebolando como uma putinha e claro que fui atrás. Ela então entrou no quarto e se sentou na beira da cama e passando a mão nos cabelos do rapaz disse toda carinhosa:

-bom dia meu anjo...tá na hr...de acordar!

Ele ainda sonolento abriu os olhos e quando viu Josi sentada ao seu lado sorriu dizendo:

-oi...Josi...bom dia! Nossa...dormi gostoso...estava muito cansado da viagem de ontem...cai na cama e desmaiei!

Josi toda safada se sentara de frente pra ele com as pernas entreabertas e certamente sua bucetinha se mostrava inteira e ele até esfregou os olhos pra enxergar melhor e ela então continuou com a conversa:

-é...mas...fala-me uma coisa querido...gostou do passeio ontem...teve um monte de gatinhas que caíram matando em cima de vc...é sempre assim...la na tua cidade?

Ele se recostou nos travesseiros e aquele volume entre suas coxas continuava do mesmo jeito!

-bem...como todos me conhecem na minha cidade...é mais tranqüilo...e minha irmã do jeito que é chata...não deixa as garotas ficaram com frescuras pra cima de mim! Ela parece um sargentão!

-verdade? Bem que ela disse pra eu cuidar de vc direitinho...não era pra deixar vc ficar com muita conversa com as gatinhas! Que irmã mais ciumenta hein! Mas...deixa eu abrir as cortinas pra entrar um pouco de sol...meu maridinho foi buscar pão na padaria e vai demorar um pouco pra voltar...enquanto isso a gente conversa mais!

Josi foi até a janela e quando levantou os braços pra abrir as cortinas a camiseta subiu e metade de sua bunda empinada se mostrou e toda safada também abriu a janela e se curvou dando uma olhada do lado de fora e ai sua bunda ficou completamente a mostra e sua bucetinha apareceu inteirinha por trás.

Depois dessa sessão de safadeza deu pra ver perfeitamente que o volume entre as pernas do rapaz tinha aumentado de tamanho e se delineava o contorno de uma pica bem grande.

E então toda sorridente voltou pra cama e se sentou da mesma forma de antes e disse:

-mas...então tua irmãzinha faz marcação cerrada no irmãozinho? Que maldosa...como vc faz pra namorar as gatinhas?

-bem...a gente sempre dá um jeito...mas na verdade...tenho um pouco de medo...de engravidar alguma delas...sem contar que depois...ficam pegando muito no pé...ligando toda hr!

Minha esposa bem safada já tinha colocado uma mão na coxa dele e notando que a pica estava ficando completamente dura disse:

-bem...na verdade o culpado de tudo isso é vc querido! Lindo desse jeito...gostosão do jeito que vc é...e ainda mais pelo que to vendo ai dentro dessa cueca...vc deve ter um pauzão enorme...as garotas ficam loucas...querendo te pegar!

Ele quase sem perceber levou a mão na cueca e deu uma ajeitada e então aquilo se mostrou perfeitamente...até o contorno da cabeça se mostrou marcando o tecido...e ele meio encabulado disse:

-é...bem grande sim...algumas até ficam com medo! RSS. Eu...eu...devia ter me coberto com o lençol...ja pensou se o teu marido...vê eu assim desse jeito...conversando com vc! Ele pode achar ruim né?

-Ele não vai achar ruim não! Meu maridinho é muito legal! Na verdade ele já está acostumado com minhas loucuras...eu quando fico em casa...adoro ficar nua...meus vizinhos gostam muito...coloquei essa camiseta por sua causa!

-é...ontem eu percebi que vc nem tava usando calcinha...mas...realmente...vc é muito linda...minha irmã havia dito que vc era um avião! E é mesmo...mas...por minha causa vc não precisa mudar seu jeito de se vestir!

-to percebendo que vc só parece tímido...mas é bem safadinho...né...ta insinuando que eu devia tirar a camiseta é?

-bem...claro que sim...eu...eu...gostaria de ver seus seios...devem ser lindos...também...igual o resto do seu corpo...vc tem uma bunda perfeita...e...e...também!

Meu pinto estava duro como aço assistindo aquela safadeza dentro daquele quarto!

Comecei a achar que minha esposa estava demonstrando ser uma putinha completamente tarada e que logo iria dar pra aquele rapaz pauzudo ali na minha frente. E eu estava percebendo que ao invés de me sentir humilhado ou chateado com aquilo estava adorando e já desejava que acontecesse!

E toda putinha ela disse:

-se vc quer...vou tirar...mas...ja que vc quer ver meus seios...também quero ver seu pauzão...quero que tire a cueca! Mas antes...vou até a cozinha...desligar a água que está no fogo...volto em segundos...me espera...gato gostoso!

Ela saiu e já foi me puxando até a cozinha e sussurrando em meus ouvidos disse toda safada:

-seu safado tarado...eu só sai do quarto pra ter certeza absoluta que vc está louco de vontade de ver outro macho pauzudo comendo sua esposa putinha...tá com o pintinho duro de tesão...manda eu dar pra ele...quero ouvir de sua boca...manda!

Completamente tomado de desejo respondi na hora dizendo:

-sua puta...vai...dá pra ele...pode dar gostoso...sua puta...vagabunda!

Ela sorrindo voltou para o quarto e então bem devagar tirou a camiseta e ele ficou olhando com tesão e então ela toda dengosa e sensual se sentou ao lado dele e disse:

-vc vai tirar...ou quer que eu tire...pra vc?

Todo tesudo ele disse:

-pode tirar...Josi...eu gosto que tirem!

Ele levantou o corpo e minha esposa foi abaixando aquela cueca bem devagar se deleitando com o que pulou pra fora completamente duro e todo babado. A pica do rapaz era grossa e bem cabeçuda e Josi toda tesuda pegou-a com a mãe dizendo:

-nossa Bruno...que coisa linda...que pauzão grosso...e quente...vou adorar sentir ele inteirinha na minha bucetinha...quer meter na minha bucetinha?

Ele todo tarado suspirou sentindo a mão da minha esposa e disse:

-claro...que quero...gosto de buceta depilada...como a tua...mas...e se o teu marido...chegar?

-cala a boca e me come...mete esse pauzão na minha buceta...quero gozar gostoso...não se preocupe com nada...vem...me pega de 4...mete com força...me fode bem gostoso!

Josi ficou de 4 na beira da cama e então o rapaz encaixou aquela vara enorme e cabeçuda na entrada daquela bucetinha e meteu de uma vez até o fim.

Ela deu um gritinho e gemeu dizendo:

-mete...me fode...com esse pauzão...mete...com força....me come...ahhh...não para...me arregaça...arromba minha bucetinha...com essa pica grossa...ahhh...que delicia!

O rapaz metia como um garanhão enfiando e tirando sua pica enorme de dentro dela. Minha esposa rebolava como as putinhas taradas dos filmes pornôs e toda tesuda dizia:

-ahh...que pau grosso gostoso...o pau do meu marido corno é tão pequeno...faz a putinha gozar bem gostoso...mete...arregaça...mete com força...ahhh...vou gozar...ahhh...que deliciaaa....

Ela rebolava com uma louca naquela vara enorme gozando deliciosamente e o rapaz também dando um berro encheu a bucetinha dela de porra!

Eles ficaram ali engatados durantes algum tempo até se acalmarem e ele então tirou sua pica de dentro dela e então minha esposa toda safada e disse:

-nossa...tava precisando de uma metida dessas...uma pica grossa...pra acalmar um pouco meu tesão...e ai Bruno...gostou de transar comigo?

-nossa...Josi...tua buceta é muito apertada...juro...que foi a mais apertada que comi até hj...eu queria te comer mais tempo...mas não resisti...gozei muito rápido...acho que fiquei muito tarado desde ontem...vc sem calcinha...e hj quando vc veio me acordar...estava quase gozando...só te olhando...as garotas com quem transei...são muitas cheias de frescuras...vc é bem mais...nem sei como dizer!

Josi se deitou de bruços na cama e sorrindo disse:

-Bruno querido...pode dizer...não seja tímido...vc quer dizer que sou uma putinha safada...pode me chamar de puta...de vadia...de vagabunda...eu adoro ser chamada assim! RSS. E da próxima vez...quero ver se vc vai me comer...durante mais tempo...gosto de meter muito! RSS. Agora deixa eu ir tomar um banho e terminar de preparar nosso café...meu maridinho corno...ja deve tá voltando!

Ele entrou no banheiro do quarto e ela saiu no corredor pra se dirigir ao nosso quarto e sorrindo disse:

-vem comigo...por ter sido um corninho maravilhoso...vou fazer vc gozar gostoso...vem...tira a roupa!

Eu a segui até nosso banheiro e então deu pra ver que suas coxas estavam escorridas de porra que saiam de sua bucetinha e então ela bem safada me abraçou e toda tesuda disse:

-adorei...dar pra outro macho...na tua frente...sempre quis fazer isso...e o que me dá mais tesão é saber que vc gostou também...fala pra mim...vc gostou de ver outro macho com um pauzão enorme...meter na tua esposinha puta e fazer ela gozar gostoso...né?

-eu...confesso...sim...sua louca...vc é uma puta safada...rebolou que nem uma louca naquele pauzão!

-agora...pega na minha bucetinha...tá cheia de porra do outro macho...enfia o dedo...sinta a porra de um macho de pau grande...minha bucetinha gozou gostoso...esse pintinho teu...não enche minha buceta do jeito que eu gosto...vc vai deixar sua esposa putinha dar pra outros machos... sempre que eu quiser?

Enfiei os dedos e senti meus dedos ficarem todos melecados de porra...mas foi incrível não sentir nojo e sim mais tesão ainda...e tomado de tesão sussurrei:

-sim...pode...sua puta tarada...sua vagabunda...vadia...pode...agora...não aguento mais...faz eu gozar!

Abraçada a mim ela começou a pegar no meu saco e bem levemente passou a me masturbar e então mais safada ainda sussurrou em meus ouvidos:

-sua esposa putinha vai fazer vc gozar bem gostoso...mas da próxima vez...quero que meu maridinho corno... chupe minha bucetinha gozada de outro macho...até eu gozar...vc vai fazer isso pra sua putinha...vai?

Dei um gemido forte e esguichei porra em suas coxas que se misturou a porra do rapaz e então Josi me deu um beijo na boca e disse sorrindo:

-acho...que precisamos de um bom banho...depois dessa safadeza gostosa!

Depois de um merecido banho fomos tomar café e logo Bruno se juntou a nós e como se não tivesse acontecido nada de diferente todos se comportaram com uma naturalidade inacreditável.

Logo após o almoço levamos Bruno ao local onde seriam feitas suas fotos e já era quase noite quando fomos buscar Bruno e ele nos contou todo eufórico que os organizadores do concurso disseram que ele seria um dos dois contratados.

Fomos a um restaurante jantar e quando estávamos voltando para nosso AP sugeri de levarmos Bruno pra uma balada pra comemorar sua conquista. Mas o garoto disse que a sessão de fotos tinha sido muito longa e o calor infernal do estúdio o deixaram bem cansado e o que ele queria mesmo era tomar um banho bem gostoso pra relaxar. Josi também comentou que como tinha bebido um pouco a mais no na noite anterior não estava a fim de repetir! Preferia ficar em casa e assistir um filme!

Chegamos ao AP e Bruno foi para seu quarto tomar banho e como Josi sempre se demorava bastante no banho resolvi me banhar primeiro e depois fiquei ali sentado no bidê e então sorrindo safado disse:

-Josi...e a bucetinha tesuda...ainda tá inchada por causa do pauzão do garotão?

-que nada...tá prontinha pra dar de novo...se o machinho pauzudo quiser...vai me comer a noite inteira!

-que esposa mais putinha...já desconfiava que vc fosse bem safada...acho que vc deve ter sido uma tremenda putinha. RSS. E como vc vai fazer pra dar pro garotão...não vou precisar sair do AP né?

-claro que não...quero vc aqui...ja te falei...o meu tesão é dar pra outro macho...com vc assistindo! E já vamos deixar combinado...qualquer coisa te dou um toque...e vc inventa que tá com um pouquinho de dor de cabeça...e que vai deitar...depois...quando escutar os gemidos vc volta...pra ver sua esposa gostosa...levando vara de outro macho! Deixa que eu sei...como fazer!

-Josi...vc é uma tarada maluca...vê se não deixa o garotão assustado...fico até preocupado com o que se passa nessa cabecinha louquinha!

-meu querido corninho...fica sossegado...que vai ser tudo ótimo...depois de hj de manhã...sei que vc topa tudo...tenho certeza...que vai ficar muito melhor daqui pra frente!

Vesti um short de seda bem folgado...nem coloquei camiseta e após pegar uma latinha de cerveja bem gelada fui pra sala. Deixei a luz apagada e liguei a TV em um canal de videoclipes.

Bruno ainda estava no quarto e fiquei ali bebericando a cerveja e pensando nas loucuras que tinha acontecido em poucos dias. Primeiro o negão pauzudo me encoxando no metrô fazendo sentir um prazer que eu desconhecia e depois minha esposa que se mostrava uma puta totalmente sem pudor e completamente tarada. E o incrível nisso tudo é que eu estava adorando tudo que estava acontecendo. Bruno veio pra sala também com um short de malha bem leve e sorrindo disse:

-nossa...que delicia tomar uma banho gelado...depois do calor que passei naquele estúdio...e aqui nesse andar alto...ficar só de short...com esse ventinho que entra pela janela...é tudo de bom!

-com certeza Bruno...morar em prédio alto...tem muitas vantagens...aqui o barulho não chega...pra dormir...é uma beleza! Se quiser uma cerveja pega la na geladeira!

-acho que vou tomar sim...pra acabar de refrescar!

Quando Josi veio pra sala vi que ela era uma safadinha incorrigível pois após o banho voltou a colocar sua camisetinha curtinha e se sentou no sofá de pernas abertas se mostrando toda. Bruno quando a viu já abriu um sorriso e se sentou em uma poltrona ao lado ficando com uma visão privilegiada.

Ficamos ali conversando bem descontraídos durante algum tempo e quando rolava um videoclipe legal a gente comentava sobre as dançarinas. Josi então se deitou de bruços e toda putinha deixou sua bunda linda completamente a mostra...e dando uma piscada pra mim disse:

-Meu maridinho...faz uma coisa querido...coloca um filme pornô pra gente assistir juntos! Vc sabe que sempre gosto de assistir um antes de dormir...pra relaxar!

Entendi na hora o que ela queria e então após pegar um filme e colocar no DVD sorri dizendo:

-bem querida...espero que goste desse que escolhi...mas só vc e o Bruno vai assistir...me deu uma dor de cabeça...acho que foi alguma coisa que comi...vou tomar um comprimido e vou me deitar!

Dei um tiauzinho e fui para meu quarto. Deixei a luz do corredor apagada...mas com a luz da TV e também a da cozinha daria pra ver tudo que poderia rolar ali...e se eles fossem pro quarto dele com certeza ela iria fazer o mesmo que tinha feito de manhã...iria deixar a porta entreaberta.

Fiquei dentro do quarto alguns minutos e quando voltei já encontrei os dois nus se beijando com vontade. Os gemidos eram em dobro...do filme pornô da TV e do casal no sofá.

Josi toda putinha estava ajoelhada entre as pernas dele e mamava como um bezerra gulosa a pica enorme do garotão que a segurava pela cabeça e metia fundo na sua garganta. Josi sabia como engolir uma vara...e depois de fazer o garotão gemer gostoso se levantou e completamente tesuda colocou uma perna de cada lado do corpo do Bruno e encaixando a cabeça enorme daquela pica grossa na portinha de sua bucetinha...foi descendo seu corpo engolindo aquela vara enorme. Ela virou o rosto de lado e a me ver ali no corredor escuro toda tesuda sussurrou:

-ahh....como entra gostoso na buceta essa vara grossa...entra rasgando minha bucetinha...humm...que pau gostoso vc tem Bruno...come gostoso a putinha...ahhh...que delicia...ahhh...quero gozar...nossa que delicia...ainda bem que o corninho...foi dormir...eu tava louca de tesão de sentar nessa vara...ahhh!

Josi cavalgava como uma puta profissional no colo daquele garotão pauzudo e não demorou quase nada pra que ela desse um grito alto e se convulsionasse em cima dele e gozasse com volúpia!

Ela ficou sentada no colo dele por alguns segundos se refazendo do gozo e então toda sensual disse:

-Bruno...eu tava precisando de uma pica igual essa...tua irmã me deu um presente maravilho gato...quero que me faça gozar gostoso...vc disse que cedo tava com muito tesão e gozou rápido... agora quero que vc só goze depois de deixar a putinha saciada!

-pode deixar...Josi...vou te comer gostoso agora...não vou gozar rápido...vou meter muito nessa buceta apertadinha...vc tem certeza que seu marido não vai aparecer por aqui?

-Bruno...meu maridinho tem um pintinho tão pequeno perto do seu pauzão...que se ele aparecer aqui... do jeito que to com tesão pra dar pra vc...é perigoso mandar ele sentar aqui...e ficar assistindo um macho pauzudo...comendo a esposa dele! Pode comer essa putinha casada...come bem gostoso...me chama de puta...de vagabunda...gosto de ser tratada como puta...faz comigo do jeito que vc tem vontade...meu gostoso!

O garoto era bem mandado e entrou na loucura de Josi e logo a colocou de 4 no sofá e passou a meter em sua buceta com força...Josi rebolava como uma louca espetada naquela pica enorme...eu assistia a uma metida mais selvagem que de manhã e ela então sussurrava tesuda:

-mete...pauzudo...fode a putinha...faz eu gozar...de novo...mete com força...ahh...mete sem dó na putinha...vou gozar...vou....gozar...que pica grossa gostosa...ahhh...soca tudooooo!

Ela gemia tesuda e gozava sem controle e ele não parava de enfiar e tirar com força e dava uns tapas de leve em sua bunda branquinha e ela em transe sussurrava:

-ahhh...na para....fode...me fode...arregaça minha buceta...bate...bate na minha bunda...com força... bate...a putinha adora apanhar...mete...essa pica grossa...ahhh...que delicia...come a putinha...quero gozar...ahhh...que delicia....vou...vou gozar....de novo...ahhh...enfia tudo...arregaça...minha buceta! Ahhhh...delicia de pica!

Os gritos eram inacreditáveis...esse tesão que minha esposa mostrava...eu nunca tinha visto...era uma puta insaciável...e logo vi que ia ficar melhor ainda!

Ele a deitou de costas no sofá e levantando suas pernas colocando-as no peito enfiou sua pica enorme de uma vez até o talo...aquela penetração na posição frango assado era profunda e ela deu um gritinho de dor e ele então todo tesudo disse:

-dá...pra mim assim...gosto de meter...assim...quero arregaçar essa buceta apertadinha...rebola... puta...tarada...vou te comer gostoso...goza assim na minha pica...sua puta!

Josi levava vara em uma posição em que ficava completamente dominada e não demorou pra gemer de prazer e tesão dizendo:

-ahhh...seu tarado...assim...vc vai rachar no meio...seu tarado pauzudo...mete tudo...fode...a putinha...fode...seu tarado...eu...eu...eu vou gozar... vou...ahhhhh...que deliciaaaa! Fodeeeeee!

Bruno depois de foder minha esposa putinha sem parar...não agüentou mais e dando um urro como um leão...encheu a bucetinha sedenta dela de porra fervente. Ele gozou como um cavalo e quando ele ia sair de cima dela ela toda safada disse:

-não...gato...fica assim...com esse pauzão gostoso dentro da putinha...até ele amolecer...fica!

Meu pinto estava tão duro que até doía...e foi então que o garotão se levantou e aquele pauzão mole escapou da bucetinha da minha esposa putinha. Ele saiu meio cambaleante e foi ao seu quarto. Josi continuava com as pernas pra cima no sofá e logo escutei-a dizendo:

-vem logo corninho...tá esperando o que?

Eu cheguei ao seu lado e sussurrei dizendo:

-sua tarada...tua buceta deve tá arrombada...com aquele pauzão grosso! Se eu enfiar meu pintinho nessa bucetinha...vc nem vai sentir...sua puta vadia safada!

-cala a boca corninho...vc com esse pintinho pequeno...não consegue satisfazer uma puta como eu... agora faz o que falei de manha...vem seu corno...quero tua cara na minha buceta cheia de porra de um macho de verdade...vem...chupa tudo...lambe minha buceta...sinta o gosto da porra do macho que fez sua esposa putinha gozar gostoso...vem...corninho...lambe tudo...que sua esposa puta ta mandando!

A safada com uma das mãos pegou no meu pintinho duro e com a outra pegou nos meus cabelos e puxou minha cabeça entre suas pernas e colou a buceta nos meus lábios. Ela gemendo começou a rebolar e quando senti o cheiro da porra daquele macho pauzudo não senti nojo e sim muito tesão e em segundos lambi e suguei tudo que escorria de dentro dela. O grelo de Josi que ficava bem grande quando estava com bastante tesão ficara ainda maior e em instantes gemia loucamente e gozava na minha boca com volúpia e eu gozava na mão dela me punhetando.

Depois de gozar como uma louca ela toda tesuda enquanto eu continuava lambendo sua buceta toda encharcada de porra disse:

-hummm....que delicia...vou querer fazer isso sempre...que delicia...um macho com uma pica grossa na minha buceta tesuda...me fazendo gozar gostoso...e depois meu corninho pra deixar minha buceta bem limpinha! Muito bom...demais!

Depois de um banho refrescante fomos dormir de verdade.

Quando acordei de manhã vi que Josi já tinha se levantado e quando estava indo para a cozinha escutei gemidos e ao chegar à porta do quarto de nosso hospede já vi pelo espelho minha esposa putinha sentada na pica grossa do garotão cavalgando como uma puta tesuda que era e gemendo dizia:

-ahhh...seu safado...faz a putinha gozar...que pica gostosa...ahh...vou...vou gozar...ahhhhh!

Seu corpo tremia de prazer com aquela vara grossa enterrada na sua bucetinha.

Depois de gozar a putinha saiu de cima dele e se ajoelhando entre suas pernas pegou sua pica toda molhada de seu gozo e disse:

-agora...que vc fez a putinha gozar gostoso...vou fazer o que vc pediu...quer gozar na boca da putinha né....seu safado...vou fazer vc gozar gostoso...quero que vc encha minha boca de porra...hummm!

Ela engolia e manipulava aquela pica com volúpia e não demorou pra aquele garotão se contorcer e ejacular forte na boca sedenta de minha esposa putinha. O safado gozava como um cavalo e até escorreu um pouco pelo saco mas puta do jeito que era, lambeu e engoliu tudo.

Quando ela se levantou percebeu que eu estava assistindo ela transar e disse:

-pronto...meu macho delicioso...gozou na boquinha da putinha bem gostoso...agora...vou pra cozinha...preparar nosso café!

Ela saiu do quarto e a segui até a cozinha e toda safada Josi disse:

-meu maridinho...que fim de semana maravilhoso...uma pica grossa e dura a toda hora é tudo de bom!

-que putinha insaciável...trepou a noite inteira com o garotão é? Que tarada vc é!

-claro que sim...tinha que aproveitar...ele vai embora...hj à tarde! A putinha da irmã dele já ligou pra ele logo cedo...querendo que ele volte pra casa! Podia deixar o garotão pauzudo...mais uns dias aqui...eu ia ensinar ele direitinho como transar com puta tarada que nem eu!

-que esposa mais louca que casei...depois disso...tenho certeza que vai acontecer muito mais coisa...vc é uma ninfomaníaca...acho que antes de casar comigo...vc deve ter sido uma puta que dava mais que chuchu na cerca!

-meu corninho...não era tanto assim seu tonto...meu avô pegava muito no meu pé...mas...eu sempre fui biscatinha...mas não dei nem pra 5% do que eu queria...mas agora que sou casada...e tenho um maridinho corno bem safado...pode ter certeza que vou dar muito! Mulher casada mesmo sendo puta é respeitada...ninguém tem coragem de falar nada!

-sua maluca...precisa ver se vou aceitar tudo que vc quer fazer!

Ela então me abraçou e levando a mão pegou no meu pinto que estava quase duro disse:

-claro que vai...vc tá gostando tanto quanto eu...não pode ver sua esposa putinha dando pra outro macho que já fica de pau duro...vc adora isso...principalmente quando o cara tem um pauzão grande! E vou te falar uma coisa meu maridinho safado...é uma pena o garotão ser tão novo e ainda cheio de preconceitos...eu até insinuei que gostaria de transar com ele e vc juntos...mas ele não gostou muito da idéia! Senão eu teria levado ele pra nossa cama...ia ser uma loucura deliciosa!

acessem a continuação desse conto clicando em cima do meu nome: NUBER

=-


Este conto recebeu 3 estrelas.
Incentive nuber a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
11/01/2020 16:36:56
Voltei a ler, muito bom.
14/11/2019 17:01:00
Excelente,!
02/06/2019 14:48:25
Espetáculo, muito tesão
18/12/2017 02:36:40
Quero ver o corninho dando prum macho na frente da esposa puta....
23/11/2015 20:03:19
muito bom excitante demais esposinha merece nota mil
10/08/2015 20:43:11
A riqueza de detalhes engrandece o conto nos fazendo imaginar cada cena!!!
20/06/2015 08:56:03
cara que delicia de conto vc tem uma putinha de primeira daqui a pouco vai estar dividindo os paus junto com ela.
22/05/2015 17:35:30
Tu esta nos meus favoritos ok
19/05/2015 06:21:43
Que tesão, conto perfeito.
18/05/2015 15:24:54
O conto é realmente muito tesudo, podia ter feito um boquete no corno em vez de deixar ele na punheta.
18/05/2015 14:31:57
5 meses tomando xanogem, e o problema de pinto pequeno tá resolvido. Dá uma pesquisada!
18/05/2015 10:46:40
belo conto muito bom, parabens! nota 10
18/05/2015 10:45:36
Como sempre, maravilhoso.

Online porn video at mobile phone


esposa prostituta bunda flaçida e mole cuzao contoscontos eroticoflagrei esposa com garotos de progamaWww x vidio .con tirano cabaso dAvigedei a buceta pro meu filho com consentimento do seu paicontos meu patrao invocou com minha mulher contos eroticoscontos eiroticos leilaporncache:16t390C-nPAJ:zdorovsreda.ru/texto/201603559 Contos eroticos elacareca peladanamorado nao. da bola pra ela ee quando chega en casa vai animala com uma chupada na buceta belosexxoconto erotico casada fiel bebadaconto porno me depilaram todinhaxxx.travesti. bunda. melozacontos eiroticos leilapornExcitantes Contos Eroticos Contados Por Noivas pelos Seus Paes Padrinho Padre E Tiosconto crenteporno contos negao da mandiocacaminhoneiro peludo loiro no banheiroComto erotico nifetinhas.casada levei minha mulher ao medico pausudo e ele comeu ela na minha frenteestrupe minha professoravideosxxx minha esposa comportadaquero ver as novinhas do Nx trepando muito com seus cunhados brasileiroconto erótico O Despertar de uma casadaler contos eroticos menageConto erotico em quadradinhos mae e filhocontos eiroticos leilapornvídeos porno em mendigos pede esmolas e a safada dá pra ele a bucetacontos sou punheteira desconhecidamulheres com grande popozao emfia a mao no cuzinhoNnnBucetacontos eróticos muleconaguei dando cu p avestraz s zoofiliasiricutico na ganha ganha também XVídeosporno gratis xvideos pai abriucaminho.pro.filhoMoto táxi pega passageira gostosa de shortinho curtocontos eiroticos leilapornnovinha estrangulada com um pal na gargantacasada aguentando 24cm de rola do amante que nao aguenta e goza rapidoconto gay contei pra ele que queria dar pra eleconto erotico mesmo dominando ele era um fofoquadrinhos eróticos o verdureiro safadocontos eróticos pular pulacontoerticos gay nao aguentei o tamanho da picaconto erotico cadelizadatextos. contos menunas estrupadas dulpa penetracao gozadas boquinhacontos fudeu a sobrinha na festa bebadafilinha novinha chega. colegio corre senta colo pai pra senti pau pai vibra na sua bundinha contosContos gay novinho que foi rasgado por varios homensengenheiro praia de nudismo relato eroticocontos eroticos comendo a sobrinha2 mulequis regaca a buceta da novinha branquinha tesudaesposa dando o cu pra doisconto eróticosconto fui comida por um cavalo pauzudocontos de viadinhpsxvideos cangáceiras eroticasvideo porno come a filia com chorts curto ela estava dormindo ele nem tirou o chorts ele so aredou pro ladocontos.eroticus.i.vidios di primo comedo a prima novia aforasa nu matoesposa contesao napica do filhocontos de pau preto e grossoContos eróticos de viados que apanharam para aguentarem as jebasConto porno prima perdeu no jogo teve que dar a bucetaContos mulheres amamentandoscontos eróticos fiz macumba pra comer a mulher do meu cunhadoautor,Vamp19-Contos EróticosSexozoofilomamaes com shortinho folgado entrando na vara pornoesposa de fio dental enterrado no eo amante arebenta.o cu dela.e corno olhandoenfiando cassetete de policia no cu ate o talo no xvideoeu confesso patrão do maridocache:SYwHO_7iEWYJ:zdorovsreda.ru/texto/201607485 x videoz zofilia