O Melhor Amigo do Meu Pai

Um conto erótico de Arthur Sowyer
Categoria: Homossexual
Data: 03/06/2014 17:55:52
Nota 9.57

Olá, sou o Arthur, tenho uma legião de acompanhantes de meus contos fictícios e contos verídicos também. Queria dizer um obrigado à todos que comentaram em meus contos "Iniciando com o primo na fazenda" ; "Amor, Doce Amor [1,2 e 3]" ; "Branco como leite, vermelho como sangue [1,2,3,4,5,6,7,8,9 e 10]" ; O professor do meu primo (CONTO REAL) [1 e 2]". Muito obrigado á todos, aí vai mais um pra vocês, um abraço.

#O Melhor Amigo do Meu Pai

Na correria do meu dia eu não tinha tempo pra quase nada, não, ainda não era trabalhando, estava sempre estudando. Meu pai trabalha em uma loja de informática, onde se vende computadores, notebooks, tablets, celulares, impressoras e etc. O seu chefe é também o seu melhor amigo. Meu pai se chama Marcos e o chefe dele se chama Roberto, nessa correria eu vía meu pai poucas vezes no dia, difícilmente ele tava em casa, papai e Roberto viviam juntos, quando não era no serviço, era na academia, os dois malhavam juntos, outras vezes íam em festas, clubes e etc, viviam praticamente grudados.

Eu já tinha reparado em Roberto, ele é um homem bonito e charmoso, também nada daquela beleza extraordinária, mas caía no gosto das mulheradas, tem por volta de uns 30 anos, já meu pai tem 38.

Em casa só mora eu e meu pai, minha mãe deixou meu pai, dizendo ela que tava apaixonada por outro cara, se casou com ele e eles tem um pequena filha de 2 anos.

Meu pai sofreu um pouco nessa época, mas agora 2 anos depois ele já estava completamente recuperado. Ele ganhava muito bem nesse emprego, e com isso mantinhamos uma vida sem muitas preocupações financeiras.

Acontece que as correrias do dia a dia, fizeram eu me distanciar um pouco de meu pai, não tinhamos aquela bonita relação de pai e filho, uma vez cheguei a discutir com meu pai na frente de Roberto, nesse acontecido eu acabei falando que não gostava do Roberto porquê ele sempre estava entre meu pai e eu, dificultando ainda mais nossa relação, desde esse dia Roberto me cumprimentava apenas com um "oi" ou um "boa tarde", ele sabia que eu não gostava dele.

Nesse ritmo as coisas seguíam, numa tarde antes de eu ir pro colégio, meu pai disse:

-Arthur, quando você sair da escola, vêm direto pra casa. Pode ser?

Eu estranhei, mas acabei concordando sem ao menos perguntar porque.

-Tá bom pai.

De manhã eu fazia um curso, á tarde eu estudava no ensino médio e a noite eu saía com amigos, meu pai só chegava em casa na hora de dormir, eu é que não ficava sozinho.

Sobre minha sexualidade, digamos que eu era um adolescente cheio de curiosidades mas sem nenhuma prática, eu sabia que era gay, mas muitas vezes não aceitava isso, nunca não tinha chegado nem a comentar com ninguém. As vezes recebia cantadas de homens mas não tinha reação nenhuma, eu sempre ficava vermelho e inchado morrendo de vergonha.

A tarde decorreu normal no colégio, umas 6:30 cheguei em casa, meu pai ainda não tava, liguei o aparelho de som e fui tomar um banho, quando saí do banheiro escultei a voz de meu pai falando no telefone, também não prestei atenção o que era. Vesti apenas uma bermuda branca e desci onde ele.

-Filho, chegou cedo.

-É pai, foi porquê o senhor mandou, lembra?

-Lembro sim filho, tome!

-O que é isso?

-Abre pra você vêr.

Ele me deu uma pequena caixa com embrulho em papel de presente, quando abri quase não acreditei, o celular digital que eu tanto queria.

-Obrigado pai.

Disse isso e dei um abraço nele.

-De nada meu filho, feliz aniversário.

Meu Deus, era meu aniversário e eu nem tava lembrando, só pra ver o que a correria do dia a dia faz contigo.

Meu pai:

-Mas que adolescente esquece do próprio aniversário?

Respondi:

-Eu!

Caímos na gargalhada, á tanto tempo meio que distante de meu pai, era quase que impossível um momento desses.

-Tá bom meu filho, se arrume, nós vamos sair.

-Mas pra onde pai?

-É surpresa, já já você vai saber, agora vou tomar um banho.

Disse isso e foi pro quarto dele.

Por volta de umas 7:30 PM meu pai termina de se arrumar, eu já estava pronto esperando ele no sofá da sala. Quando ele veio descendo as escadas, percebi que ele vinha trazendo uma mochila, não tava me querendo dar nenhuma pista de pra onde nos íamos. Fechou a casa e entramos no carro, ele colocou a mochila no banco traseiro e começou seguir viagem, de repente estavamos na avenida principal da cidade, a noite estava um calor.

Entrando em ruas e dobrando em ruas, finalmente meu pai parou o carro, telefonou pra alguém e só disse o seguinte:

-Já chegamos, abra o portão!

De repente o portão largo sustentado por um muro alto começou a se abrir, meu pai ligou o carro e começou entrar.

Estacionou onde ao lado já tinha um outro carro estacionado.

Quando desci, me surpreendí com uma linda e grande casa, uma verdadeira mansão, muito linda mesmo.

Vejo a porta da frente se abrindo, quando ví quase não acreditei, era o Roberto, estava apenas num short daqueles estilo surfista, e o peitoral todo a mostra, cara me excitei na hora.

Veio caminhando até nós e disse:

-Pensei que não fossem chegar mais.

#Continua...


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Arthur Sowyer a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
27/12/2014 11:13:30
Bom... não tenho costume de ler conto algum em capítulos. Isso para mim não é conto e sim novela. Contudo, me interessei por ser escrito e vou dar sequencia!
05/06/2014 17:43:53
Muito bom continue...bjs
04/06/2014 01:16:35
To amando e já quero a continuação
03/06/2014 22:05:20
Suposiçao: Roberto é gay e o pai de Arthur é namorado dele e a noite é uma criança rsrsrs tão saliente né rsrsrsrs parabéns seu lindo o conto esta otimo ^.^
03/06/2014 22:00:19
Te descubri hoje,e adorei você e seus contos.
03/06/2014 21:40:33
mt bomm ;-)
03/06/2014 20:28:43
Uii interessamte, continua

Online porn video at mobile phone


buceta virgens sangue. nnnporno doido eu e meu filho estuprano minha mulhermeu filho quet cumer meu cueu quero ver mulher excitada sela de cavalo de p*******gravando bebada arredanda a calcinha pro lado e tacando a picaAssistir porno xxx mexendo calmamente rabuda e cona mas grandevídeo pornô caseiro rapariga tira camisinha do r$ 500calsinha molhada fotos de bumdas boawattpad ele seguro na minha cintura com força empurrava seu pau grosso na minha busetagemeas identicas dando a bucetinha pra um taradinhoAliviando os funcionarios contos eróticosvendeos Ian pega sogra nua no quartoxvidio frago e bateu praeli ate gozaAnjo discreto casa dos contoshomnes esibindo seu pauzao no sanba cansao pornodoidoamor sexo sem penetrarporno de viado novinho tavinho seno xupado xvidewww.pornodoido com festa de papai noel entregando presente.comtia banhando o sobrinho e acaba fudeno com el"cheiro de cu de macho"Contos eroticos virei corno contra a minha vontadeconto de menina que foi arronbada pelo o tio roludosou amante d minha cunhda contomeu cuzinho viu tocha com o dotadoContos eroticos fui estuprado por travesti do pau grande e cabesudo nao devia mas fiz sexo com meu filhocontos erotico gay brincando de verdade ou desafiomulher pega marido dando pra entiado video caseirogeyConto erotico gay mão bobavideos pornô de incesto madrasta de fio dental no quartoimausexo imacontos eroticos novinha com caminhoneiro ainda bem pequenataradinhocontosnovinha perdendo a virgindade com negão da trufa muito grandepiriquita britadeira evangelicadando com dorbuceta pro pai irmaoxnxvideo mulhe nao quedar ucu no pornopenis estrondoso de grande comendo cu xvideochorou na dupla penetracao com amantes mega cacetudoscontos eroticos pes da primaelicarlos2010porno tira tira do cu auiiiiiivolupinosa pornodescabacei o cu da minha tiacontos eiroticos leilapornminha esoosa me contou a foda como foi clntos eroticosAbuaando da tia com sono profundo roncandominha esposa me trocou pelo travesti contoporno. filio. tétano. vê. abuceta. da. minha. maecasa dos contos de nick malconcontos eiroticos leilaporngozandu naboca da inimigalais minha enteada da xoxota apertadinha contoscomi a puta do meu tio a forca contoxvidioae c filhomarido esposa para faser cuingue cupan perdendo avingidade com tranksContos eroticos entre padre e noviçacomendo a pretinha que tiha ido mija gay casa dos contos o enigmatico garto estrangeironovimha ordenhando o velhover video e filme de veterinaria chupano abuceta da e gua na fasendarubiaebeto quase mulher 114_2xvideos gay músculosócontos eiroticos leilapornnao agi pau gg violento pornodoidoirman tomando baio e lavando opriquito e o irmao vendopenis gigantao punheta boquetecontos amigo tarado aposta game fui viado sexoAjudante de pedreiro dando a bunda grandeMeu irmao quis gozar nos meus pezinhos contosmulequinhos punetando