Virei escravinha por Teclar no Chat Parte 5

Um conto erótico de Karolzinha
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 13/06/2012 00:07:48
Última revisão: 14/06/2012 01:59:09
Nota 9.46

No outro dia eu acordei, tomei banho me aprontei para ir à escola, coloquei um vestidinho de alcinha curto azul e coloquei uma sandália de salto e fui para escola. Nela eu passo os momentos mais tranquilos e sossegados do meu dia. Antes eu ficava entediada com as aulas, não via a hora de acabarem as aulas. Agora eu torço para que as horas não passem que não tenha que ir para a casa daquele homem. Infelizmente, chegou a hora de ir para cumprir a minha triste sina.

Ao sair uma colega começou a conversar me atrasando. O celular toca, é ele perguntando por que não estou a caminho e disse se eu chegar atrasada seria castigada. Dou uma desculpa para a minha amiga e saio correndo, caminho rapidamente para não chegar atrasada no portão ser castigada, porém, acabei me atrasando por dois minutos. Temendo a reação dele, toco a campanhinha. Ele responde pelo interfone:

- Você está atrasada... vc vai ser punida por isso... Mas hoje acordei alegre, vou ser misericordioso..

E fez um silêncio de alguns minutos e ele falou novamente:

- Como você tem que aprender que você não se deve me contrariar... Hoje voce só vai entrar aqui completamente nua...

Tomei um susto quando ele falou aquilo. Aquilo era humilhante demais para suportar, como pude cair nessa chantagem? Que mal eu fiz para merecer isso? ...pensei com certeza ele não teria compaixão de mim....iria me expor para todo mundo. Naquela altura eu já nem estava mais preocupada se os carinhas da escola ou do meu bairro me vissem nua, o que me deixava realmente amedrontada era a idéia de que fizessem algum mal aos meus pais,.....enfim....não tinha saída.....teria que dar um jeito de entrar.

- Sim meu senhor.... Respondi, sentindo muita raiva de mim mesma por estar tão subserviente.... mas o que eu poderia fazer?

Com muita vergonha, obedeci a suas ordens. Agachei-me e soltei as minhas sandálias e as coloquei numa espécie de caixa de correio. Não conseguindo segurar as lagrimas abri o ziper do vestidinho, e aos poucos deixei cair aos meus pés. Peguei, e com desespero o coloquei na caixa de correio. Para mim, parecia tudo muito surreal, estava lá eu nua na rua.... como eu pude descer tanto... Neste momento, passa um caminhão de entrega eu acho com 3 caras dentro... Eles pararam e começaram a mexer comigo... E aí putinha, vem vamos passear um pouquinho.... Vem brincar com meu caralho vem... Nunca me senti tão humilhada e exposta. Por um momento, achei que ele iria me deixar lá assim, deixar que aqueles caras me pegassem e fizessem o que quisessem comigo. Meu sofrimento aumentou quando eu ouvi um deles gritar para outro cara - Vai lá...Vai lá... pega ela ... vamos levar ela para outro lugar... Mas, quando o abriu a porta do caminhão, ouvia a trava do portão abrir e entrei correndo fechando o portão em seguida... Ouvi os caras gritarem: Sua vadia... Vagabunda... Vai dar a bunda sua filha de P... e foram embora... Comecei a chorar compulsivamente, não conseguia me controlar.

O calhorda me chama pelo interfone e fala que estou atrasada e se demorasse mais seria punida severamente e desligou. Tentei me controlar, respirei fundo e me levantei e me recompus, limpei as lagrimas do meu rosto e fui para casa. Entrei e fui para o meu lugar de espera como combinado. Ajoelhei-me e sentei sobre as minhas pernas coloquei as minhas mãos para trás e abaxei minha cabeça curvando o corpo, como demonstração de submissão.

Minutos depois ele entrou na sala. Chegou perto de mim, me observou por alguns minutos e de repente lascou uma varada nas minhas costas, me curvei de dor, mas, segurei o grito e voltei rapidamente para posição para não ser punida de novo.

- Levanta... ele me ordenou..

Levantei rapidamente, ficando de cabeça baixa e com as mãos para trás... e ele começou a falar..

- Sua Vadia... o que voce ta pensando.. não quero que isso se repita nunca mais... levando uma varada na minha bunda.

- Não tolero atos de desobediência... da próxima vez vou ser cruel com voce, entende.. Segurando o meu rosto, virando para ele, depois me dando um tapaço na cara para que eu voltasse para minha posição. Ele parou na minha frente e começou a falar com um tom de deboche:

- E ai putinha... apostos que você adorou ficar peladinha na rua... não é... passando a mão no meu rosto.

- e quando chegou aqueles caras... você gostou, né... Devia estar morrendo de tesão, pensando nos pauzãos dos deles.. eles te fodendo por todos os lados ..não é, sua putinha.... Alisando o meu corpo... - huuummmm... vamos ver se a putinha gostou .... e enfiou o dedo na minha xaninha.... num gesto instintivo de proteção as minhas partes íntimas, empinei meu quadril para trás me afastando de seus dedos.

Aquele meu gesto irritou tanto ele, que de forma ríspida ele disse:

- “Quem lhe deu permissão para se afastar? Eu não te ordenei que era para obedecer em silêncio? Estou ficando de saco-cheio de sua desobediência”....se coloca imediatamente de 4 com a bundinha na minha direção para apanhar... vamos...

Ele nem acabou a frase e quando dei por mim, já estava de 4 oferecendo minha bundinha para castigos. Ele riu muito, mas muito mesmo e antes de bater, acariciou e apalpou toda minha bundinha. Num ato de maior atrevimento, abriu-a para expor mais meu ânus e eu simplesmente não tive coragem de reagir.

Senti seu dedo deslizando pelo meu buraquinho e em seguida um tapa muito forte foi desferido na minha bunda. Gritei de dor e meu único recurso foi dizer:

“Desculpa Senhor...me perdoa, por favor, foi sem querer....vamos começar de novo....eu imploro...”

Mas antes que eu completasse minha frase, senti novo tapa. SPLAAAT.

O tom ameaçador de sua voz me impôs muito medo, fiquei bem calada e empinei mais minha bundinha em sua direção, apresentando minha submissão.

Ele apreciou meu gesto e desferiu mais três tapas ardidos. Agüentei calada e imóvel, apenas chorando das lágrimas caírem no chão.

- “Posicione-se de frente”

Senti um alívio enorme por saber que tinha acabado os tapas e mais do que depressa me levantei e me posicionei de frente para ele com as pernas bem abertas como ele queria. Abaixei bem minha cabeça mostrando minha submissão diante daquele monstro. Obedeci sem acreditar que estava me submetendo a tamanha humilhação.

O sorriso ficava estampado o tempo todo em seu rosto, demonstrando total prazer em me ver nua e me humilhando. Tive que ouvir muitos comentários obscenos em silêncio, mostrando-me totalmente resignada. Ele começou a passar mão em mim. Tudo que ele fazia parecia um ritual, gestos estudados para se deleitar com meu corpo todo exposto. Desceu e subiu sua mão entre minhas coxas várias vezes, sentindo a textura e a maciez. Por fim, seus dedos em busca de maior atrevimento, começaram a deslizar pelos lábios de minha vagina. Eu pude observar de rabo de olho que ele ficava contemplando minha vagina lisinha e exposta durante um bom tempo, até que em dado momento ele quebrou o silêncio e disse:

- Estou a ponto de gozar, não quero que você fique lambendo como uma puta, outra hora você faz isso, agora eu quero que você coloque toda sua boca nele e aperte bem os lábios para aumentar meu prazer.

Obediente, abri minha boca e procurei engolir todo seu membro. Apertei com meus lábios e fiquei deslizando minha boquinha num vai-e-vem, mas não foi por muito tempo. Rapidamente senti seu membro duro pulsar dentro de minha boca parecendo que iria entrar em erupção.

Minhas suspeitas se confirmaram em menos de 10 segundos, pois um pouco antes dele explodir em gozo, ele rugiu feito um animal e segurou minha cabeça pelos cabelos, me impossibilitando de tirar a boca.

O primeiro jato me deu um tremendo susto e cheguei a dar um gritinho abafado, pois atingiu o fundo de minha garganta me fazendo engasgar.

Eu não consegui me controlar e demonstrei cara de nojo e uma vontade enorme de tirar minha boca. Ele percebendo isso, gritou:

-VOCE VAI ENGOLIR ATÉ A ÚLTIMA GOTA DE PORRA, SENÃO SOU CAPAZ DE TE MATAR DE TANTA PORRADA.

Apavorada, continuei num vai-e-vem, enquanto seu membro expelia fartamente o produto de seu prazer dentro de minha boca. Procurei engolir aos poucos sem demonstrar nenhuma resistência, pois um pensamento que me veio naquela hora em minha cabeça me dava um certo alento. Eu pensava que após o gozo ele me daria um pouco de paz, pois uma amiga minha já havia me dito que um homem após gozar relaxa bastante.

Suguei até a última gota que saiu de seu membro e controlando minha ânsia, consegui engolir praticamente tudo.

Finalmente ele afastou minha cabeça com suas mãos, tirou seu membro. O rosto dele demonstrava um prazer enorme e então disse:

-Você foi extraordinária! Está de parabéns! Essa foi a gozada mais maravilhosa da minha vida, não vou mais castigá-la...

Senti um alívio tão grande, que saltaram lágrimas de meus olhos. Por iniciativa própria, me coloquei de 4, beijei seus pés e disse:

-Obrigada Meu Senhor por sua enorme bondade em perdoar essa sua escrava estúpida.

Em seguida me afastei um pouco, fiquei de joelhos de frente para ele, de cabeça baixa e mãos para trás, aguardando seu pronunciamento. Ele me ordenou que eu o acompanhasse, me levando para o quarto dele. Ele deitou na cama, o enorme pau dele estava duro de novo e disse:

-Sente de frente para mim e introduza-o todo dentro da sua buceta....vamos....quero te batizar com minha porra.

Assustada eu disse:

- Desculpa Senhor, sou virgem, é que nunca fiz isso com ninguém e estou muito envergonhada, não consigo relaxar.

Essas minhas palavras parece que acendeu um tesão enorme nele, pois pude reparar que seu membro estava duríssimo.

-Você só vai embora depois de comer essa bucetinha bem molhada, entendeu?

-Sim Senhor, entendi.

Obediente, sentei-me de frente para ele, e fui encaixando seu membro lentamente dentro de mim para não machucar. Num gesto impaciente ele pegou meus ombros e me pressionou para baixo. Seu membro deslizou inteiro dentro de mim e eu gemi de dor. Um fiozinho de sangue correu pelo seu membro enorme.

-Você me dá muito tesão, putinha. Agora mexa os quadris, vamos....

Obediente e sentindo dor, fui me mexendo para que seu membro duro entrasse e saísse de dentro de mim. Ele foi ficando cada vez mais ofegante, chupava e mordia meu pescoço e seios com certa violência.

-Como você é gostosa cadela!!! Não pare...mexa mais.... mais.... vamos.... seja mais rápida. QUE TESÃO.....!!!

O membro dele era grande e eu tinha a sensação que estava me arrombando. Eu sentia dor e também comecei sentir prazer, pois roçava meu clitóris enquanto seu membro entrava e saia de dentro de mim.

Comecei a gemer muito e isso aumentava ainda mais o tesão dele. Suas mãos fortes seguravam firmemente minha cintura e me forçava a aumentar o ritmo. Ele deu uma mordida dolorida no meu bico esquerdo e soltei um grito alto de muita dor. Ele não se aguentando mais, começou a dizer:

-VOU GOZAR, VOU GOZAR..... QUE PUTA MAIS GOSTOSA QUE VOCE É......AAAIIIIAIIIIIIIII.

O seu gozo foi derramado todo dentro de mim. Eu continuava num gesto frenético de vai-e-vem até que ele mandou parar.

Dando-se por satisfeito, ele me empurrou e cai de bunda no chão.

Assustada, improvisei uma auto-humilhação. Me coloquei de 4 e beijando seus pés eu disse:

-Obrigada Senhor, por guardar seu leitinho dentro de mim.

Ele sorriu e mandou que eu limpasse todo seu pau com minha boca antes de me deixar ir embora. Chupei o pau dele, deixando tudo limpinho... olhando a minha submissão ele falou:

- Hoje voce me deixou feliz.... pode ir... mas amanha quero voce saia da sua casa direto pra ca... ouviu.. Temos muito coisas pra te ensinar amanha.. vá

- Obrigado meu sr... e sai rapidamente para a minha casa..

Eu sabia que o futuro me reservava coisas mais terríveis, pois o “cretino” demonstrava ser cada vez mais cruel e impiedoso.....e o pior de tudo, ELE SABIA QUE EU ESTAVA COMPLETAMENTE EM SUAS MÃOS...... À SUA MERCÊ.

Por mais que eu tentasse imaginar o que estava por vir, não cheguei nem perto do que de fato ocorreu comigo... por hoje não consigo mais escrever, chorei muito ao recordar tudo isso, mas pretendo ir até o fim.... preciso contar tudo que se passou comigo, pois só assim servirá de alerta para as meninas (para que não sejam ingênuas, como eu fui) .....e esse é o único propósito que tenho em continuar a relatar detalhadamente todo o meu tormento.

Peço que dêem a sua opnião. Seus comentários são muito importantes.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
25/09/2015 20:15:11
Muito bom. Parabéns.
01/09/2013 01:01:15
Karolzinha!!! Está ótimo! Continue! 10!
11/10/2012 23:16:31
Hey, é realmente cruel sua experiencia... caso queira saber como ela acontece quando há consentimento: //zerosmoke.ru/boobpedia/texto/tem 4 contos!!!
17/08/2012 08:42:23
16/08/2012 21:51:41
13/06/2012 14:03:53
Parabens, />
13/06/2012 08:40:38
No fundo vc gosta neh? tentei t enviar um email mas nao deu.
13/06/2012 07:03:35
Oi gatinha. É triste sua história mas ao mesmo tempo me da tesão. A quanto tempo isso acontece com vc? É impressão minha ou vc acabou gostando um pouco de tudo isso? Aguardo sua resposta aqui mesmo. Beijos.

Online porn video at mobile phone


contos eroticos deve velhas sonhado sendo possuidas por negoesrelatos selvagens de zoofilia com cachorroconto erotic incest depravad filhinhacontos eroticos malv comendo as interesseiracunhadacontoeroticosubmissa e humilhada conto eroticocervepono.comPeguei minha irmã bêbada de baby doll e não aguenteigostosa midino pausao do negao e metemdo x videos.comirma fasexi irmao pau gadepornô novinha sendo chupada tocando sola em cima surpreendido com pau grandeamigo picuto faz mulher d corno sangra rscontos erotikos menina novinha troca os cabacos por docesconto erotico gay narrado yootubecontoseroticos minha mae traiu meu pai e eu tambem comideu certo descabaça ela xvideoxivideos camila temameia prima querendo dois negao dt porno doidocontos eroticos priminhaconto dupla penetracaocoroa esguicha de prazer de ter tora no cucontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramconto erótico irmã amamentandoContos eroticos de pisudos safados morena d********* de ladinho atropeladavideos de negao com tres negras bundudas rebolando de xotinhos curtinhos bem gotosascontos eróticos bolinando e fudendo com minha cunhadinha novinha novinha e virgem encinando ela fuder gostosonegão pegando as baixinhas danadinha e g******casada fode chamando corno falando obscenidadesseduzindo novinha escondidopornodoidodelexvdiocontos gays de incestos- machos maduros x meninos ninfetos.comrobson dando o cu para outro homemcontos eiroticos leilapornSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhadona cely eo caseiro tom contos eróticosencubado flagrado dando o cudopou na masage e pasou o pau na bocae gosouconto erotico huntergirls71negras lesbicas fazendo tribadismo cabeca vs cabeca c clitorismeu conto erótico da Fiat Fiat toro vai comer elaxnxvidio minha visinha mim pego batendo punheta .comvideo caseiro casal liberal de nilopolis rj fudendo xxvideoxnxx Gleice novinha de Ipatingafudeu a buceta lozinha da mamaebrasileira escurinha cintura fina xvideover instoria de susane .. casadas dando a buceta pra outros homenscontos erotico,meu genro me enrrabou dormindoUma.rolona pra descabacar minha mulher contosPornor levei minha etiada para casa de Sting para fuder com estranhos contos eiroticos leilapornbaixar video bicha fala ai bicha disgracadaXisvideoscomemdo o cu d novinhoperseguindo brasileiras casadas para lhe foder o cu eroticocasa dos contos eroticos o padrasto so quis as pregasxevedeos cumendo a amiga da minha mãe que véio passar ferias na minha casa vedeos caserocontospornoeuqueriaqual bumbum mais bate com a bumbum mais pula com a bumbum mais bate com a bumbum e as loira morena branquinha e azul é a cor morena marquinha Azul quando bate a bunda pula pula pulacontos eroticos mia mulher nao resitil o massagista dotadoNudesminha irmao.dorminocontos de mae vadia viciada na rola do filhomenina no ômega escondido pedindo para ver a pica do desconhecido XVídeosCONTOS SEXO NO COLOsexofilha no banho conto eróticoXVídeos casada que adora segurando cacete muito rebaixadaquero ler histórias e conto de homem casado que deu o c* pela primeira vez o c****** vídeo para travesti do pau gigante chorou rebentou em conta se dói ou nãoxviďeos tussa gostossa faxeno analcontos eroticos - an american talemamae lubrificou o cuzinho da titia e falou pra por devagar porque ela nao era acostumada xnxxa honra da nossa casa contos erótico xvideo contrata negao pra alisa mais esgorega e entracontos cu cheio de mijoXvideos. Esposinha de vestidinho piscando a xerecadoce nanda parte cinco contos eroticosO dia em que fodi a detenta carente e tesudaporno filhas enteadase pai e padrastos e mae entra na sacanagenvidi o porno hone trezeno com eguhaxvdeo.velho punhetrirocontos eiroticos leilapornfudendo loirafada coroacomendo o cuzinho dela ela chorando ele filmando escondido ela ferver na firma esconde dele comendo o cuzinho a bucetinha dela ela chorandoadolecente mostrando a buceta deitadavde Costa fotos .comMeu pai é meu padrasto ele é tarado parte9contos eroticos, dou cu pra meu filhocontos eroticos'brincando de esconde esconde virei putinha dos meus amigos'