Os Pedreiros

Um conto erótico de Charlesex
Categoria: Homossexual
Data: 28/05/2011 21:14:54
Nota 10.00

Os Pedreiros

Resolvi fazer uma pequena reforma em casa e como não conhecia nenhum pedreiro na cidade resolvi pedir ajuda ao meu vizinho de frente, um senhor bem simpático e prestativo, eu sabia que ele havia feito uma obra recente e que certamente conhecia algum pedreiro de confiança.

No sábado por volta das 8 horas a campanhia toca e eu fui ver quem era, eram dois pedreiros indicados pelo Valdemar, meu vizinho. Abri a porta e indiquei o que deveria ser feito na área de sérico, eles me falaram que o serviço poderia ser feito em um final de semana e que poderiam começar imediatamente e terminar no domingo à tarde. Concordei e enquanto um ficou adiantando a quebradeira, eu fui com o Marcos comprar o material em um deposito próximo. Quando voltamos para casa fui para a sala onde fica o meu computador e disse que qualquer coisa eles podiam me chamar, fiquei trabalhando normalmente e por algum tempo ate me esqueci dos dois homens na minha casa. Foi chegando a hora do almoço e eles me perguntaram como ia ser, se eles iriam em casa ou se eu podia preparar algo para comer pois como não sabiam se iriam começar o serviço de imediato não haviam levado suas marmitas. Eu prontamente disse que podiam ficar tranqüilos pois iria pedir algo. Liguei para um restaurante e logo chegou nossa refeição, enquanto eu preparava os pratos, disse para eles se limparem um pouco que iria servir numa mesinha na área externa da casa. Quando sai com as coisas para nosso almoço me deparo com uma cena que me deixou louco, Marcos e Pedro estavam sem camisa, so de cuecas e com o corpo molhado, haviam tomado um banho rápido de mangueira e a água havia molhado suas cuecas, pude ver claramente os volumes e não consegui tirar os olhos, após alguns segundos desviei o olhar, eles não perceberam nada e começamos a almoçar, fiquei sabendo que Marcos era casado e que Pedro um negro de seu 25 anos era noivo e iria se casar em breve, ambos viviam de bicos como pedreiros e Marcos era o “chefe”pois tinha mais experiência como mestre de obras, devia ter seus 30 anos. Almoçamos juntos e disse a eles para entrar um pouco pois estava calor e eles podiam descansar um pouco no sofá da sala. Fomos todos para a sala marcos mais que depressa se deitou no sofá, e Pedro recostou numa poltrona e pos os pés numa banqueta. Ficou com a perna entreaberta e de onde eu estava dava para ter uma boa visão daquele pau dentro de sua cueca. Os dois adormeceram e eu fiquei trabalhando ainda no computador, quando percebo um ronco olho em direção de Pedro, ele dormia com a boca entreaberta e com a respiração pesada, quando olho para baixo, vejo que ele estava com o pau visivelmente duro, estaria ele tendo algum sonho erótico? Fiquei olhando aquele pau como que hipnotizado e não consegui mais me concentrar. Fiquei imaginando qual seria o tamanho, imaginava pegando e masturbando aquela pica ate gozar. Fui no banheiro e bati uma punheta, gozando como nunca havia gozado. Quando retornei Marcos já estava de pé e chamava Pedro para o trabalho, não deu para perceber se este viu o volume do amigo ou se fez algum comentário, mas acredito que se viu, ficou na dele. Já eram umas 5 horas e ele me chamaram comunicando que já estavam parando o serviço do dia e que continuariam no dia seguinte. Eu disse para entrarem depois do banho pois tinha uma gelada esperando por eles. Se apressaram no banho e eu para sacanear e atiçar um pouco abri uma pagina da internet de bate papo com câmeras on line. Quando eles chegaram para beber a cervejinha eu sai do computador mas deixei uma das janelas abertas, onde mostrava um mulher nua deitada na cama, hora se masturbando e hora se exibindo e contorcendo. Enquanto bebíamos a cerveja na mesa os sons de gemidos e suspiros chamaram a atenção dos pedreiros e não demorou muito Marcos perguntou se eu estava vendo algum filme pornô, eu respondi na maior cara de pau que não era filme,que era on line mesmo....Pedro deu um pulo da mesa e correu para o computador, quase que cai de cabeça na tela. Eu ri e perguntei com a maior naturalidade se eles nunca tinham visto ao vivo, Pedro disse que já tinha escutado falar mas que nunca tinha visto. Eu levantei e fui explicar o “funcionamento”, Marcos não deu muita bola e ficou de longe só olhando e de vez em quando dava uma risadinha e esticava o pescoço, meio tímido. Pedro mostrou-se mais atirado, ai eu disse, que a minha câmera também estava ligada e que a mulher também estava querendo ver alguma coisa. Como o site era em inglês eu fui “traduzindo”o que eu queria...rsss. sai do foco da câmera e disse q ele que a mulher disse que nunca tinha visto um pau de um negão igual a ele, e que tava pedindo para mostrar, ele me olhou com uma cara de pidão e eu disse, para tirar a calça e mostrar, ele não pensou duas vezes, tirou a caça e a cueca, seu pau já estava duro. Ele iniciou uma leve punheta e eu lhe disse para ir devagar, para seduzir mais a cachorra...Marcos chegou mais perto para ver a sena e ficou de longe rindo, eu para provocar disse que a mulher estava perguntando se tinha mais alguém na sala, eu queria provocar o Marcos, mas ele disse que não iria se mostrar pois tinha vergonha. Eu disse que a mulher iria sair se ele não se mostrasse, ai Pedro disse para eu me mostrar, junto com ele. Eu inocentemente nem tinha pensado nesta possibilidade, santa inocência! Retirei minha calça e cueca e fiquei do lado daquele negro suando frio,com aquele cheiro de macho, aquele pau enorme,não sei quanto media mas era bem maior que o meu que mede 18Cm. Abaixei a câmera e fiquei mostrando os dois paus, nisso eu viro de frente para Pedro e meu pau encosta no dele, ele ficou assim, não recuou e não fez nenhum movimento, apenas se masturbava de leve,eu o acompanhei sob o olhar atento de Marcos. Ai disse que iria provocar a mulher mais ainda e sem dizer nada peguei no pau de Pedro, juntamente com o meu e comecei a punhetar os dois juntos, saia tanta secreção de seu pau que teve uma hora que eu perguntei se ele tava gozando, ele disse que não, e que demorava a gozar. Eu tirei minha mão e fiquei só passando meu pau no dele, ai foi a vez dele de pegar meio desajeitado nos dois membros e começar a massagear. Quando ele largou ou disse que a mulher pediu para ver algo mais sacana, então eu disse que iria fingir que o chupava, fiquei do lado dele e abri minha boca, segurei seu pau e fingi que o enfiava na boca, realmente pela câmera dava para se ter esta idéia. O ângulo de visão mostrava a pica entrando em minha boca, mas na verdade estava fora e na lateral. Ele ria e disse que eu era um cara bem sacana, Marcos ficava de lado só rindo e de vez em quando passava a mão em seu pau que também percebia-se claramente que estva em ponto de bala. Pedro disse para eu parar de bater pois iria gozar, eu não o obedeci e continuei batendo, ele não demorou muito e gozou, sua porra atingiu todo o meu lado direito do rosto, orelha e encheu minha mão, foi muita porra, parecia que não ia parar nunca. Desliguei a câmera e disse que iria lavar meu rosto, pois ele tinha me dado um banho de porra. Rimos e eu fui pro banheiro. Voltamos pra mesa e continuamos a beber nossa cerveja, foram mias umas 8 garrafas e eles foram embora alegres. No domingo chegaram os dois novamente por volta das 8 horas e já foram logo adiantando o serviço, estavam animados, riam e conversavam muito. Na hora do almoço repetimos o ritual do dia anterior, porem desta vez eu já deixei o computador ligado e o site aberto, já com uma mulher gostosa escolhida a dedo se exibindo toda. Pedro se mostrou um tarado. Não podia nem comer direito, seu olho não saia da tela, desta vez ele estava de calção mas dava para ver seu volume. Marcos só falava o trivial e ficava rindo das palhaçadas de seu ajudante. Quando terminamos de almoçar eu disse que ele podia usar o computador por algum tempo, lhe mostrei como funcionava e fingi ir dormir um pouco no sofá. Enquanto eu ficava no sofá dava para ver que ele havia abaixado seu short ate a altura dos joelhos e já estava com a pica para fora exibindo para alguém, num determinado momento ele se levanta, mostra a pica, vira a bunda para a câmera, fica um pouco exibindo aquela bunda negra firme. E vira novamente se masturbando, depois de uns 15 minutos vejo ele dando uma gozada tão forte que os jatos caíram a quase um metro d local onde ele estava, fiz de conta que não vi e continuei de rabo de olho. Marcos dormia profundamente. Passado o horário de descanso, eles voltaram ao trabalho e alguns minutos depois Marcos me chama e diz que estava quase acabando, mas que ele havia se esquecido de um material e como era domingo não tinha como comprar e assim o serviço não poderia ser concluído, e ao mesmo tempo se prontificou de voltar no sábado para terminar. Como realmente fltava pouco e ainda eram umas 3 horas da tarde e nada para fazer, disse que não havia problemas e o que els achavam demais umas cervejinhas, claro que eu queria outra coisa. Peguei duas garrafa, levei para a área externa e bebemos quase que de uma vez, a terceira ainda desceu suave, e resolvemos ir para dentro de casa, eles ainda não tinham se banhado e então estavam com os pés e as roupas sujas de areia, cimento e suor, foram tomar um banho e como estava calor disse que podiam ficar so de cuecas, pois não haviam trazido roupas paras e trocar. Após alguns minutos La estava eu na sala, apenas com um calção de nylon sem cuecas junto com dois homens sem cação...só de cuecas. Fomos às bebidas, bebemos umas 6 cervejas e partimos para umas caipirinhas, já estávamos mais íntimos e falando besteiras, Pedro falava das putarias que fazia com sua noiva e eu das loucuras que aprontava com minhas ex namoradas também, e Marcos enfim começa a falar de sacanagem, pois ele sempre ficava mais ouvindo do que falando..ou fazendo..rsss. num determinado momento eu perguntei porque ele no dia anterior não queria se mostrar, ai ele ficou meio sem graça e disse que era porque tinha vergonha de seu pau, e abaixou a cabeça. Eu fiquei curioso e perguntei porque ele disse que não era nada...não deu papo e eu não insisti. Nisso Pedro pede para ligar o computador e abrir novamente o site de bate papos com câmeras. Obedeci já com o meu pau começando a dar sinal de vida. Abri e comecei a procurar algo interessante e de repente me aparece um casal transando, e esta foi a janela escolhida. Pedro já se colocou diante da câmera e foi logo tirando a cueca ficado totalmente nu, eu o acompanhei e também retirei minha cueca ficando um pouco mais atrás. Neste momento vejo algo que me chamou a atenção, Marcos estava com o seu pau para fora, e pela primeira vez eu pude ver aquela COISA! Não era humano, era descomunal, desproporcional, parecia um jumento, eu fiquei olhando assustado e ele percebeu minha atitude e ai disse que era por isso que não gostava de se mostrar, pois todos que viam aquele membro ficavam assustados e ele já havia escutado desde criança vários comentários que o deixavam constrangidos. Eu disse que também não era apara menos, pois o que ele tinha era uma arma que deveria ter licença para carregar...rimos e ele se descontraiu. Chegou mais perto e foi ai que Pedro também deu aquela olhada e soltou um “puta que pariu!”, rimos os três. Coloquei ele na frente da câmera e disse que iríamos chamar mais atenção do que o casal que tava transando. Pois não é toda hora que tem 3 machos pausudos ao vivo. Disse isso já pegando no pau de Marcos e dando uma massageada. Abaixei e fingi também estar chupando, minha vontade era exatamente de meter tudo na boca...ma s tinha medo de assustar os dois, ate então tudo estava parecendo um jogo de sedução para as outras pessoas on line e nos tirávamos o maior sarro disso. Foi ai que disse para apimentar mais um pouquinho, me virei para Pedro e fingi enfiar seu pau na minha boca, a imagem da câmera era perfeita, fiquei com a bunda levantada na altura do pau de Marcos e disse para ele fingir que me comia. Ele veio por traz e colocou seu pau entre minhas pernas, o pau era tão grande que enfiado entre minhas pernas por traz passava muito do comprimento de meu próprio pau, dava para eu pegar nele e no meu e masturbar ao mesmo tempo. A imagem que se mostrava na câmera era eu com um pau na boca e outro na bunda, mas tudo de mentirinha... ai falei que estava dando para perceber que ele não tava comendo e disse para ele levantar um pouco mais e neste momento seu pau já com a cabeça toda molhada encostou no meu cuzinho virgem. Ele percebeu que eu estremeci, e pediu desculpas, eu disse que não era para enfiar, que eu não era gay e era só faz de conta.. ele disse que claro, e que não ia fazer Ada ate mesmo porque não acreditava que alguém pudesse agüentar aquela tora no cu. Rimos os três novamente, porem a cada bombada que ele dava a cabeça roçava mais um pouco meu cuzinho, meu tesao já estava a mil eu já estava quase gozando sem nem mesmo me tocar, o cheiro forte da pica de Pedro me entorpecia, e então não resisti e enfieitudo na boca, ele levou um susto e respirou fundo,, segurou minha cabeça e começou a bombar, eu levei minas duas mãos ate minhas nadegas e abri, deixando meu cuzinho a mostra, Marcos então me segurou pela cintura e enfiou tudo de uma vez, dei um urro engasgado, pois estava com um outro macho em minha boca Pedro segurava minha cabeça e fudia minha boca ao mesmo tempo que Marcos iniciava um movimento de vai e vem, e a cada VAI, enterrava mais alguns centímetros, os dois praticamente me carregaram no ar, um segurava minha cintura e pernas e o outro me segurava pela frente, passando seus braços fortes debaixo dos meus e me carregando, me senti rasgando, Marcos enterrava tudo e dizia que sempre teve vontade de comer um cuzinho mas nunca em toda sua vida pode imaginar que alguém agüentaria sua vara. Esta maravilhosa tortura demorou uns 15 minutos, Pedro iniciou o gozo e encheu minha boca de porra, era quente, viscosa, e adocicada. Deliciosa. Ainda ficou com o pau em minha boca esperando seu amigo gozar em meu rabo. Achava que iria desmaiar, tamanha a dor e o tesão que eu sentia, percebi que o pau de Pedro estava amolecendo, mas ainda mantinha uma meia bomba, nisso ele diz que esta afim de dar uma mijada, e vai retirando o pau de minha boca, eu num ato impensado o seguro pela cintura e fiz um sinal de aprovação com a cabeça, ele olhou assustado e perguntou se podia...eu novamente balancei a cabeça em consentimento e comecei a sentir aquele gosto salgado encher minha boca, ele foi mijando em minha boca, o gosto salgado se misturava ao agridoce de sua porra e eu fui engolindo aquilo, sentindo cada gota, e ao mesmo tempo sentindo que Marcos já estava preste a gozar, sua respiração acelerou, juntamente com seus movimentos e ele logo anunciou o gozo, senti seu pau inchar ainda mais em meu cuzinho. Pedro retirou seu pau de minha boca e eu terminei de limpar, lambendo as ultimas gotas de porra e mijo. Marcos me segurou não sei como ainda com seu pau dentro de meu cu e me levou ate o banheiro, entramos debaixo do chuveiro e ele abriu a água, não retirava o seu pau de dentro de mim, o mesmo não amolecia, eu disse que não estava mas agüentando que estava me rasgando, ai ele disse que era para eu espera mais um pouco pois ele também assim como Pedro queria aliviar a cerveja que havia bebido e neste exato momento sinto meu cu ser inundado por o que me pareceu litros e litros de mijo...ele estava enchendo, eu já não estava mais agüentando, Pedro entrou no banheiro e ficou na minha frente, olhava para mim e para Marcos, dava umas risadinhas e chegou perto, eu segurei em seu pescoço para me apoiar e pedi que me segurasse, então, Marcos foi retirando seu pau de meu ex cu virgem e eu ao agüentando apoiei todo meu peso em Pedro que me segurou fortemente. Uma enxurrada de mijo, porra, sangue e merda saiu de meu cu, eu só olhava para o chão e via tudo sendo levado para o ralo, Marcos pega o sabonete e começa a me limpar carinhosamente, Pedro me segurava para eu não cair, eu estava quase que desmaiado, não sei se era a cerveja, a energia gasta ou o tesão. Mas eu não agüentava mais. Marcos limpava meu cuzinho, que não parava de piscar, ia enfiando um dedo, dois, três e eu acho que ate quatro para passar o sabonete, passou um pouco em meu pau e bateu uma leve e rápida punheta. Pedro me pegou no colo e me retirou do chuveiro, me levou para meu quarto e me deitou na cama, com a bunda virada para cima. Du um beijo em minhas nadegas e disse que agora era sua vez de experimentar aquele cuzinho! Antes que eu pudesse falar qualquer coisa ou demonstrar qualquer reação, ele já estava em cima de mim, com aquela pica entrando no meu buraco. Dei um gemido de dor e tesão. Marcos veio ao nosso encontro, pensei que iria me socorrer mas nisso ele enfia sua pica em minha boca e eu começo a chupar aquela cabeça descomunal. Não sei quanto tempo demorou, por alguns segundos acho que desmaiei e quando dei por mim estava com a boca cheia de porra e Pedro anunciando que iria gozar novamente. Me deixaram na cama e foram embora, me abandonando deitado, sujo, aberto, gozado, arregaçado.

Hoje é sexta feira e acabo de chegar do bar com uma caixa de cerveja, afinal amanha os pedreiros chegam cedo para terminar o que começaram a semana passada. !

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
01/06/2012 02:05:25
delícia isso... macho e cerveja: perfeita combinação para uma boa mijada!
29/05/2011 00:08:02
caraca que delicia de conto... tc de onde tesao.. eu sou de sampa... zleste.... sao miguel... tem contato com esses pedreiros ainda? se alguem ler esse comentario e for ativo ou versátil... me add no msn...

Online porn video at mobile phone


http://transei com mecanico gay contos eroticos gaywilma dos flintstones trepandoporno piruca cabeçuda na novinhaVamp19- Casa Dos ContosPais pauzudo 27cm com filha contosxvideos negueo dotado comendo bebadasVidios porno loirinha magra consegui colocar.um pau de 60m no cu xvidios.comcorno 25 cm cu porracontobaixar vídeo pornô pai pega filha comendo o c* dela ela grita de dor pede que não iria estoque o c***** delavídeo pornô de homem cavalo pênis grande empurra na xoxota da magrinha gostosa205XVDEOquero ver o cara fazendo pipa nas pernas da mulher com short bem curtinho deitado na camaXvideo comi minha visinha fis ela gosar so esfregana a cabeca da rola na sua buceta vou contar como foiconto gay o nerd e o bad boy 7xvideo guardondo o pau nacuecagravando bebada arredanda a calcinha pro lado e tacando a picanovilhos e velho gay atrasando meu marido me chupava enquanto outro me gosava vidiorelatos íncestos tio e sobrinha dormindo nubuceta virgem relatos descabacando as irmas gemeascontos eroticos vizinha ladracontos de homem que puxa e mama os mamilos enrijecidoscontos eroticos malv comendo as interesseiraporno pai entrega a filhinha virgem para o agiotaxvideo dificil pra vc lukadeleabri xvideocomcontos eróticos minha esposa e seus pequenos delitosdona de academia fudendevideo porno elas adora fude beijado beijoss de ligua quim deliciaxvideos porno travesti batendo punheta com uma serpente enfiada no cuconto erotico meu padrasto sustentando minha buceta com leitinho desde novinhaxxvideos fazendo tia toinha gemerirma punheta toma leitedoce nanda parte cinco contos eroticosTia de xana peluda e sobrinho metendo conto eroticodeixei meu irmão mim quem Fiji que estava dormindo x videsabaixar tema vendo o primo transando com boneca inflávelela gozou mas eu nao parei de chupar a buceta delamenininhas fazendobrincadeiras de mostrar a xoxotinhas pras outrasconto gay o meu sonho de consumobaixinha casada dormino sem roupacontos eróticos com beatasbucetia.apertatiaContos swing minha comadre e eu desfilando de calcinha para nossos maridoscasada foi brincar de esconde esconde e deu o cu casa dos contosmulher e ca.comhordo fudendomulheres casadas safadas se exibindo de sainha curta sem calcinha pro encanador ele ñ resiste fode a putapolicial fudendo com mulher que levava drogas na bucetaO que e doidopornarranhando a bucetinha pro papai coloca o dedo e chuparconto erotico viado foi no pagode na favela e deu o cu pro travestiensinei meu filho de dez anos a bater punhetacasa dos.contos eroticos irma bundeiraXVídeos novinha chora com a pomba no c* que a lágrima descegostosa dançando fak pelada se es fretado uma na outra fudenoconto porno amor em londres guilherme e felipeconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhorelaro erotifo mae bucetuda e filho pau gigant..xvideo ela esguichou porra quando cumi o seu cubrechei a vizinhança tranzanomoreno sarado de sunga de bombeironora de shorte mostra xotacontos eiroticos leilapornwww.xvideogravei/escondidosou casada e fui bolinada gosteipornodoido mulher ve o marico comendo sua filha e resolve se vingar com entiadovidio pono com meninas pede u cabasu emganadaxchamster novinha da o cu ejacula pela bucetasambaporno encostada dentro do ônibuscontos eiroticos leilapornfeminizaçao esposa cu grosso contoconto erótico Boa noite Cinderelacontos eiroticos leilapornporno pai brincando de fazer cocegas na filha